História

O primeiro mercado público do Brasil

O Mercado de São José está localizado em um terreno que pertencia à Belchior Alves Camelo, filho do latifundiário Belchior Alves de Alagoas, no século XVII. No bairro de São José, antigamente chamado de Sítio dos Coqueiros, havia a Vila dos Pescadores, onde eram comercializados frutos do mar e frutas.

O terreno foi doado aos Padres Capuchinhos da Igreja da Penha no dia 6 de abril de 1655 por Belchior Camelo e sua esposa, Joanna Bezerra.

Com foco na organização do crescente comércio em Recife no século XIX, o desembargador Francisco de Farias Lemos determinou a abertura de um mercado público na cidade no mesmo local onde encontravam-se os feirantes.

O engenheiro responsável pela construção do Teatro de Santa Isabel, Louis Léger Vauthier, foi convocado a fazer o projeto do Mercado de São José. Baseado no projeto de A. Normand para o Mercado de Grenelle em Paris, o arquiteto Jean Louis Lieuthier adaptou a construção para o mercado a ser construído em Recife.

O estrutura de ferro que compõe o Mercado de São José foi trazida em embarcações no ano de 1873. O Mercado de São José foi inaugurado em 7 de setembro de 1875.

Em 1973, o historiador Flávio Guerra, solicitou o Registro de Tombamento do primeiro mercado público construído no Brasil conforme processo 883-T-73, transcrito no Livro do Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional – IPHAN, Vol.1, inscrição n.º 445, Folha 73 e no Livro de Belas Artes Vol.1, inscrição n.º 509, Folha 92; ambos registrados em 17 de Dezembro de 1973.

O Mercado de São José passou pela primeira restauração em 1906.

Em 1941, sua primeira reforma. Nessa, as venezianas de madeira e vidro foram substituídas por combogós de cimento.

Após o incêndio de 1989 que queimou mais de 50% do local, o Mercado teve a reforma iniciada em 1993. O Mercado de São José foi reinaugurado em 12 de março de 1994.

Fontes:
ROBERTO, Sinésio. Mercado de São José. História e cultura popular.Recife.2005
www.basilio.funjaj.gov.br
www.mercadodesaojose.com.br