Jogo do Google traz realidade aumentada para dispositivos móveis

image_pdfimage_print

Criado pela startup Niantic Labs, do Google, o game Ingress usa a tecnologia de realidade aumenta para smartphones com sistema Android. No game, o jogador pode escolher entre dois grupos: Os Enlightened, que utilizam uma energia presente no cenário e acreditam que ela é benéfica pra humanidade, e os Resistance, que duvidam da fonte energética e acreditam que ela pode ser prejudicial. Para entender como a realidade aumentada funciona no celular, a coluna Geração Gamer do TechTudo entrevistou a equipe Enlightened, com Taluna Costa (32), Mariana Casals (25) e Daniel Borges (35).

“O Ingress parece ser uma evolução do videogame, pois você precisa andar fisicamente pelo mundo e colaborar com as pessoas de verdade para atingir os objetivos propostos. Com isso, quero dizer que os jogadores do Ingress não são necessariamente dos videogames e possuem perfis diversificados. O jogo faz com que as pessoas vivenciem a história”, explica Mariana Casals. “Nossos codenomes dentro dessa história são @ElitaOne pra Taluna, @experiment0s pra Mariana e @dbb9h para mim”, completa Daniel Borges.

Enlightened Brasil construiu um Field de energia na Universidade Game Filho, do Rio (Mariana Casals/Arquivo Pessoal)
Enlightened Brasil construiu um Field de energia na Universidade Game Filho, do Rio (Mariana Casals/Arquivo Pessoal)

Ao iniciar o jogo, o gamer vê na tela  as fontes de energia nos locais à sua volta. Ele deverá escolher uma das facções e terá como objetivo dominar os portais para que sejam interligados na formação Fields. Esses Fields são formas geométricas triangulares e representam uma área de dominação da mente humana (Mind Units).

“Com essa mecânica, realizamos a ‘Operação Esmeralda’ com a comunidade Enlightened do Rio de Janeiro. Nosso game serviu para demonstrar que o time carioca tem organização e número de jogadoras suficientes para realizar uma entidade complexa no jogo que é o portal de nível máximo, o level 8″, afirmou Taluna.

“Um portal deste nível só pode ser formado tendo a presença de oito jogadores distintos, que atingiram o nível máximo”, disse Mariana. 

Utilidades de um jogo de realidade aumentada

Diferente do joystick e do computador, Ingress força os jogadores a saírem de casa e interagirem com estranhos na rua. “O celular no game é chamado de scanner e você só precisa dele para entrar em seu universo. O jogo incentiva o deslocamento físico. Por esse motivo, dá para jogar no trajeto entre a casa e o trabalho, por exemplo. Ele se torna uma boa razão para conhecer melhor cidades e até países diferentes no tempo livre”, falou Taluna Costa.

Mariana Casals mencionou alguns benefícios pessoais através game: “É possível conhecer muitas pessoas por conta do jogo, então novas amizades são criadas. Muitas pessoas jogam em família e é divertido ver a comunidade crescer não apenas em número de jogadores, mas também como vizinhos e colegas que se tornam amigos e se ajudam”.

“O jogo também estimula o exercício físico e a quebra do sedentarismo. Como é necessário se deslocar fisicamente, muitas pessoas utilizam isso como estimulo para fazer caminhadas, corridas, pedalar, escalar, entre outras atividades quase esportivas”, completa Daniel Borges sobre os benefícios para a saúde.

A versão para iOS está prevista para 2014. Confira abaixo o teaser do jogo, chamado “It’s time to move”:

Fonte: TechTudo

Deixe uma resposta