Robô Livre assume curadoria de robótica da Campus Party Brasil

image_pdfimage_print

Iniciativa pernambucana irá trabalhar conceitos de inovação, metareciclagem e robótica livre para a edição do próximo ano do evento, em São Paulo

Dentre as novidades previstas para a próxima Campus Party Brasil (CPBR6), maior evento tecnológico do mundo nos campos de inovação, ciência, cultura e entretenimento digital, que ano passado reuniu mais de 7.500 campuseros na cidade de São Paulo, está o anúncio de que a iniciativa pernambucana Robô Livre assume a curadoria da área de robótica do evento.

Rodrigo Medeiros – Professor do Curso de Jogos Digitais da Unicap

Depois de exitoso trabalho desenvolvido pelo Robô Livre na curadoria da área durante a Campus Party Recife, ocorrida em junho deste ano, o objetivo é levar para a edição nacional do evento os processos de inovação, metareciclagem e robótica livre. “Esses conceitos são a tônica das atividades que desenvolvemos com nosso projeto e sempre foram os principais temas de interesse da parte de robótica da CPBR. Nossa intenção é contribuir para a desmistificação da robótica e da tecnologia, ao trabalharmos com o caráter de experimentação e focados em projetos”, afirma Rodrigo Medeiros, responsável pelo projeto Robô Livre e professor do curso de Jogos Digitais da Universidade Católica de Pernambuco.

A expectativa é levar para os 8.000 campuseros esperados na CPBR6 temas mundialmente reconhecidos como os mais inovadores em se tratando de robótica, que assim como na edição recifense contou com palestras sobre protocolos de comunicação unificados, microcontroladores e VANTS – veículos autônomos não tripuláveis.

 

O Robô Livre

Criados e programados por poucos e utilizados por muitos, os dispositivos tecnológicos estão mediando a nossa relação com o mundo em escala cada vez maior. Neste contexto, o aprendizado de noções básicas de robótica e linguagem tecnológica é campo essencial para a compreensão das caixas-pretas desses aparatos. O Robô Livre surge para ajudar a preencher essa lacuna no desenvolvimento pedagógico de estudantes do ensino fundamental e médio, fomentando o interesse e o aprendizado em torno do funcionamento dos aparelhos que regulam nosso trabalho, estudo, lazer e as tarefas mais corriqueiras do cotidiano.

Ao trabalhar com um viés que procura desmistificar a tecnologia, a Robô Livre desenvolve suas atividades ancorada no slogan “é fácil fazer”, que evidencia a robótica como um área de experimentação e pesquisa aberta a qualquer pessoa, independente de conhecimento prévio sobre o tema, formação, idade ou condição sociocultural.

Com uma Plataforma para desenvolvimento colaborativo que começou a ser projetada há mais de sete anos, o Robô Livre ampliou sua ação em 2010, com a formação do seu programa de inclusão tecnológica. Com o intuito de formar grupos de pesquisa autossuficientes em robótica em cada instituição em que atua, a iniciativa atualmente opera seis núcleos de pesquisa e desenvolvimento das suas atividades na Escola Estadual Poeta Manuel Bandeira, no Colégio de Aplicação da UFPE, no Colégio Apoio, no CRC Marista, no SENAI e no Espaço Ciência.

Mais informações
Henrique Foresti | 81 9989.1008
Rodrigo Medeiros | 81 9733.0199
www.robolivre.org

Iniciativa pernambucana irá trabalhar conceitos de inovação, metareciclagem e
robótica livre para a edição do próximo ano do evento, em São Paulo

Deixe uma resposta