Recife é uma das cidade contempladas com BRAZIL GETS UNREAL (Atualizado)

A empresa Epic Games está promovendo o Brazil Gets Unreal, uma série de palestras para demonstrar o motor de games Unreal Engine 4. O evento será realizado nas cidade do Rio de Janeiro, São Paulo, Recife e Fortaleza, e conta com a parceria da Universidade Federal Fluminense, a Universidade de São Paulo, a Universidade Federal de Pernambuco, a Universidade Católica de Pernambuco, Faculdades Integradas Barros Melo e a Universidade de Fortaleza.

brazil_unreal-770x250-668664668

O evento em Recife será no dia 8 de maio, e foi transferido para o auditório do Banco do Brasil, no Recife Antigo, das 10h da manhã às 17h.

O Brazil Gets Unreal terá 6 horas de palestras, com o objetivo de oferecer uma visão geral do UE4, além de explicar os conceitos básicos de como construir o seu game utilizando a Unreal Engine. Serão abordadas ferramentas como Blueprints, Paper 2D, materiais baseados em física e o Unreal Motion Graphics, além de tópicos avançados como o uso de C++ com Blueprints, gerência de conteúdo e desenvolvimento colaborativo.

A entrada é grátis porém com vagas limitadas.

Informações e inscrição acesse: Brazil Gets Unreal




Museu do videogame chega ao Recife

Quem é fã de jogos vai poder vivenciar a história e evolução deste universo digital no Museu do Videogame a partir deste sábado na praça de eventos do Shopping Recife.

Divulgação
Divulgação

O criador do Museu do Videogame Itinerante, é o Sul-Mato-Grossense Cleidson Lima, que aos oito anos de idade, viu um videogame pela primeira vez na vida. Era um Telejogo Philco Ford, de 1977, o primeiro console fabricado no Brasil. “Aquilo ficou na minha cabeça e, desde lá, não parei mais de jogar”.

Os fãs vão poder participar de diversos campeonatos de jogos, concursos de cosplay e várias oficinas com a escola de computação gráfica Saga, tudo isso gratuitamente. Mais de 200 consoles que marcaram a história dos jogos vão estar no local, entre eles o Magnavox Odyssey, primeiro console fabricado em 1972, o Nintendo Virtual Boy, de 1995, o Vectrex, de 1982 e o Microvision, de 1979. O evento acontece até o dia 26 de abril, das 13h às 21h. O acesso ao Museu do Videogame Itinerante é gratuito.

Fonte: Folha.PE




Profane é o primeiro MMORPG Sandbox em desenvolvimento no Brasil

Os desenvolvedores da empresa Insane estão desenvolvendo o primeiro MMORPG totalmente sandbox, chamado O Profane. Neste jogo os jogadores terão liberdade total, PvP livre, sistemas de vilas e cidades construídas. Além disso, existe a possibilidade de coletar recursos da natureza para a contrução de abrigos para proteção de seus itens em baús. Estes abrigos podem ir desde casebres simples até castelos.

profane-4
Estudo de arte do Personagem

profane-2
Estudo de estilo, proporção e ambiência das casas

 

“O nosso objetivo é criar uma atmosfera de combate com muita ação e liberdade o suficiente para que o jogador se movimente enquanto ataca e tome decisões estratégicas. O Profane não terá nenhum tipo de movimento ‘travado'”, dizem os criadores.

 

O controle será em terceira pessoa e contará com controle fluido e “action”, sem sistemas de “auto-target”. Movimento WASD com a mira atrelada ao cursor do mouse e acionamento das habilidades pressionando números. Segundo os desenvolvedores, não há uma data oficial para o lançamento, mas estão sendo publicados updates constantemente na página do Facebook.

Fonte: Geração Gamer