INTERRELAÇÕES ACERCA DA ECO(TEO)LOGIA NO SÉCULO XXI

Amelia Ferreira Martins Limeira

Resumo


O estudo do campo do sagrado, no diálogo interdisciplinar, traz implicações filosóficas, históricas e culturais e a igreja cristã tem demonstrado, por meio de sua atuação, as possibilidades, os limites e as contribuições para o desenvolvimento sustentável do semiárido paraibano. A dimensão interdisciplinar da Eco(Teo)logia e sua aplicabilidade no Cristianismo, bem como as características da Teologia da Missão Integral, são apresentadas a fim de conhecer a relação entre Ecologia e Teologia nas Escrituras Sagradas Judaico-cristãs. Como metodologia, foi escolhida a abordagem de pesquisa metodológica qualitativa por tratar-se de um estudo subjetivo, capaz de promover a proximidade entre o pesquisador e o objeto pesquisado, além de entender o objeto de estudo em sua totalidade, ter muitas variáveis e poucas amostras, além de ser uma pesquisa exploratória pela aproximação com o objeto de estudo, pelas informações já coletadas sobre o tema, e pelo levantamento de referências por vias bibliográficas com a finalidade de detalhar uma determinada situação. Espera-se refletir e contribuir para o desenvolvimento do pensamento social e científico, a produção e a transmissão de conhecimento sobre religiões e religiosidades no interregno entre a literatura e o sagrado, promovendo o interesse e a discussão sobre esta temática, no âmbito acadêmico e comunitário.

Data de submissão: 24-05-2015. Aprovado em: outubro de 2016.

doi: 10.20426/P.2178-8162.2016v7n14p169


Palavras-chave


Cristianismo. Teologia da Missão Integral. Ecologia. Igreja.

Texto completo:

PDF

Referências


AGNOL, Renan Dall’. Salvar a Terra: a contribuição da Teologia para a ética do cuidado na ecologia. X Salão de Iniciação Científica – PUCRS, 2009. Disponível em: http://www.pucrs.br. Acesso em: 25 jan. 2015. ‎

AGOSTINHO, Santo. Confissões. São Paulo: Paulus, 2002.

ANDRADE, Maria Terezinha Dias de. Técnica da Pesquisa Bibliográfica. 3. ed. São Paulo: USP-Faculdade de Saúde Pública, 1972.

ANDRADE, Maristela Oliveira de. (Org.). Sociedade, Natureza e Desenvolvimento: Interfaces do saber ambiental. João Pessoa: Editora Universitária da UFPB, 2004.

ANDRADE, Maristela Oliveira de. Diálogo de Saberes. Em busca de uma epistemologia ambiental. In: Meio Ambiente e Desenvolvimento: Bases para uma formação interdisciplinar. João Pessoa: Editora Universitária da UFPB, 2008.

BERKHOF, Louis. Princípios de Interpretação Bíblica. 3. ed. São Paulo: Cultura Cristã, 2008.

BÍBLIA. Nova Versão Internacional. Disponível em: https://www.bibliaonline.com.br/nvi. Acesso em: 29 jan. 2015.

BOFF, Leonardo. América Latina: da conquista à nova evangelização. 3 ed. São Paulo: Ática, 1992.

BOFF, Leonardo. Ética da Vida. São Paulo: Editora Letra Viva, 1999.

BOFF, Leonardo. Saber Cuidar: Ética do humano – compaixão pela Terra. 9. ed. Petrópolis: Vozes, 2004.

CAIRNS, Earle E. O Cristianismo através dos Séculos: uma história da igreja cristã. 2. ed. São Paulo: Vida Nova, 2008.

CAPRA, Fritjof. O Ponto de Mutação: a ciência, a sociedade e a cultura emergente. São Paulo: Cultrix, 1982.

CARTA DA TERRA Valores e Princípios para um Futuro Sustentável. Secretaria do Meio Ambiente. Prefeitura de Cuiabá, 2000.

CURTIS, A. Kenneth; LANG, J. Stephen; PETERSEN, Randy. Os 100 Acontecimentos Mais Importantes da História do Cristianismo. São Paulo: Editora Saraiva, 2003.

FOUCAULT, Michel. A Ordem do Discurso. Petrópolis: Vozes, 2011.

GONZÁLEZ, Justo L. História Ilustrada do Cristianismo. São Paulo: Vida Nova, 2011.

HEGEL, Georg Wilhelm Friedrich. Cursos de Estética I. 2. ed. rev. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2001.

HERCULANO, Selene C. Elementos para um debate sobre a Interdisciplinaridade. In: _____. Meio Ambiente: questões conceituais. Niterói: Pós Graduação em Ciências Ambientais da UFF: RioCor, 2000.

LAUSANNE, Série. Pacto de Lausanne: comentados por John Stott. São Paulo: ABU, 2003.

LEFF, Enrique. Educação Ambiental e Desenvolvimento Sustentável. In: REIGOTA, Marcos. Verde Cotidiano: o meio ambiente em discussão. Rio de Janeiro: DP&A, 2001.

LEWIS, C. S. O Problema do Sofrimento. São Paulo: Editora Vida, 2009.

LIMA, Gustavo Ferreira da Costa. A diferenciação do campo da EA no Brasil: Concepções, Identidades e Disputas. In: Teorias e Práticas em Educação Ambiental. Mossoró: UERN, 2009.

LIMA, Gustavo Ferreira da Costa. O ambiente como movimento social. In: LIMA, Gustavo Ferreira da Costa. Formação e Dinâmica do Campo da Educação Ambiental no Brasil: Emergência, identidades e desafios. Campinas: Universidade Estadual de Campinas, 2005. 207 p. Tese (Doutorado) - Departamento de Sociologia do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2005. Disponível em: http://ecomarapendi.org.br/Rebea/Arquivos/GustavoLima_teseUNICAMP.pdf. Acesso em: 05 nov. 2014.

LIMEIRA, A. F. M.; ANDRADE, M. O. de. Eco(Teo)logia: discurso teológico ambiental x prática comunitária evangélica. Revista Desenvolvimento e Meio Ambiente, v. 28, p. 189-204, jul./dez. 2013. Editora UFPR.

MAÇANEIRO, Marcial. Religiões, Ecologia e Sustentabilidade. Disponível em: www.itesc.ecumenismo.com. Acesso em: 17 nov. 2011.

MOLTMANN, Jürgen. Teologia da Esperança. São Paulo: Edições Loyola, 2005.

MORIN, Edgar. Ciência com Consciência. 15. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2013.

MURAD, A. T. O núcleo da ecoteologia e a unidade da experiência salvífica. Revista Pistis Práxis, 2009.

ODUM, Eugene P., BARRETT. Gary W. Fundamentos de Ecologia; Editora Thomson Pioneira, 2014.

PADILLA, C. René. O que é Missão Integral? Viçosa: Ultimato, 2009.

REIMER, Haroldo. Paz na Criação de Deus – Esperança e Compromisso. Estudos Teológicos São Leopoldo v. 51 n. 1 p. 138-156 jan./jun. 2011. Disponível em: http://www.est.edu.br/periodicos. Acesso em: 30 set. 2011.

REIMER, Ivoni Richter. Criação e Bíblia. In: Curso de Verão Ano XX: Ecologia: Cuidar da Vida e da Integridade da Criação. São Paulo: Paulus, 2006.

SACHS, Ignacy. Caminhos para o Desenvolvimento Sustentável. Rio de Janeiro: Editora Garamond, 2002.

SANTOS, Rosalira dos. Ouvindo uma Terra que fala: dimensões espirituais da ecologia ou dimensões ecológicas da espiritualidade. Reunião Equatorial de Antropologia: X Reunião de Antropólogos Norte-Nordeste. Livro de Resumos. Mesas Redondas. Disponível em: http://www.exitoeventos.com.br/xabannerea/resumos_rea.pdf. Acesso em: 27 mar. 2015.

SCHAEFFER, Francis. Poluição e a Morte do Homem – Uma perspectiva Cristã da Ecologia. Rio de Janeiro: Juerp, 1976.

SILVA, José Alamiro A. A conferência da ONU sobre o meio ambiente e o desenvolvimento (ECO 92). A contribuição da igreja à conferência e ao debate. Por que uma ecoteologia? In: OLIVEIRA, Nair de Assis. Ecoteologia Agostiniana. São Paulo: Paulus, 1996.

SPANNER, Ruw. Tyrants, steward – or just kings? In: SPANNER, Ruw. Animal on the Agenda: Question about animals for theology and ethics. Londres: SCM, 1998.

STOTT, John. A Missão Cristã no Mundo Moderno. Viçosa: Editora Ultimato, 2010.

SUASSUNA, João. Semi-Árido: proposta de convivência com a seca. Fundação Joaquim Nabuco. Disponível em: http://www.fundaj.gov.br. Acesso em: 28 mar. 2015.

WITTMER, Michael E. Heaven is a Place on Earth: why everything you do matters to God. Grand Rapids: Zondervan, 2004.

WRIGHT, Christopher J. H. A Missão do Povo de Deus: uma teologia bíblica da missão da igreja. São Paulo: Editora Vida Nova, 2012.

ZUCK, Roy B. A Interpretação Bíblica. São Paulo: Vid


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Paralellus

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Paralellus Revista de Estudos da Religião - UNICAP
Universidade Católica de Pernambuco
PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA RELIGIÃO (Doutorado e Mestrado)

Rua Almeida Cunha, 245, 8º andar do Bloco G4, Sala C1
CEP: 50050-480, Boa Vista, Recife - PE - Brasil| E-mail: paralellus@unicap.br
ISSN 2178-8162

 

INDEXAÇÃO/DIVULGAÇÃO

Bases de Dados/Diretórios

 

| |

|  |

 

 

 

Portais


 

 

Filiação / Suporte Técnico / Identificador

 

|  |