Os periódicos polono-brasileiros: historiografia, fontes e temas de pesquisa

Rhuan Targino Zaleski Trindade

Resumo


A comunidade polonesa do Brasil tem suas raízes no último quartel do século XIX, inserida no bojo da imigração europeia massiva. Ao longo da sua instalação e desenvolvimento no país de acolhida criou espaços de sociabilidade e uma série de instituições focadas na vida cultural polonesa, dentre elas, os periódicos. Ainda que mais tardiamente em relação a outros grupos étnicos, desde finais do século XIX até o advento de políticas nacionalistas brasileiras na década de 1930, os poloneses produziram diversos periódicos focados nos mais diferentes temas que circularam pelo sudeste e sul do Brasil. Alguns foram mais efêmeros e outros tiveram uma perenidade que, entre intervalos, chegaram aos nossos dias. Podemos identificar uma gama de um material muito rico, que permite uma série de digressões sobre a sociabilidade, economia, agricultura, religiosidade, disputas, entre outros assuntos relacionados à presença dos poloneses no Brasil. A importância numérica polonesa, especialmente no sul do país, não está, até então, refletida nos estudos acadêmicos e os periódicos polono-brasileiros são possibilidades de enfrentar essa questão. Ao propor uma reflexão acerca desta fonte, investigamos os usos atinentes ao estudo dos periódicos, examinando as possibilidades de análises e o potencial deste material para a pesquisa histórica, embasado em trabalhos que usaram estas fontes e estudos sobre imprensa e imigração.

Palavras-chave


Imigração polonesa. Imprensa. Fontes.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25247/hu.2016.v3n6.p280-293

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Resultado de imagen para Latindex  Resultado de imagen para Dialnet  Resultado de imagen para SEER/IBICT
 
 
História Unicap | Recife, PE, Brasil | ISSN 2359-2370 | Universidade Católica de Pernambuco