A antropologia em Friedrich Nietzsche

Alberto Vivar Flores

Resumo


: O texto Intitulado “A Antropologia em Friedrich Nietzsche”, se propõe abordar o conceito de “Super-homem” que, junto com o de “Vontade de Poder”,  “Niilismo”, “Eterno Retorno do Mesmo” e o de “Justiça,” constitui os termos fundamentais da metafísica de Nietzsche, segundo Martin Heidegger.  Acredita-se, portanto, que é preciso ter em conta todo o contexto metafísico no qual são colocados ditos termos para entendê-los. Ao fazer uma abordagem antropológica a partir da filosofia de Nietzsche, não pensamos estar cometendo uma heresia em relação a Friedrich Nietzsche (1844-1900), toda vez que, ademais de acreditar que o pensamento nietzschiano permite uma abordagem antropológica, já contamos com o exemplo de Max Scheler (1874-1928), o qual, na sua obra “Mensch und Geschichte”, expressava-se assim a respeito do “Super-homem”.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25247/P1982-999X.2015.v1n2.p61-71

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Ágora Filosófica



Ágora Filosófica
Universidade Católica de Pernambuco
Coordenação do Curso de Filosofia
Rua do Príncipe, 526, Boa Vista, bloco B, 1º andar.
CEP. 5050-900
Recife, Pernambuco, Brasil | Fone: (81) 2119-4171
ISSN: 1982-999x | E-mail: agorafilosofica@unicap.br


INDEXAÇÃO

Bases de Dados/Diretórios

  

Índice


Filiação/Suporte Técnico/Identificador

  

Portal

Plataforma