Pesquisas

Esta seção vai publicar uma coletânea de dissertações e teses no campo dos estudos de religião, bem como das ciências humanas e sociais, que digam respeito às religiosidades no Recife e região e aos seus (des)encontros. Pretendemos também criar um banco de ideias com sugestões de pesquisas sobre fatos religiosos importantes em nosso contexto, de modo a estimular a investigação sobre o diálogo inter-religioso entre professores e estudantes. Como aperitivo do banquete acadêmico que está por vir, conheça algumas das pesquisas realizadas por membros do nosso Grupo de Estudos e também subsídios de alguns dos debates promovidos pelo Observatório:

 

100_2836

Cícero Lopes da Silva – Contribuições da metodologia transdisciplinar para a fundamentação do ensino religioso no contexto da escola

Esta pesquisa visa discutir a pertinência do Ensino Religioso na escola pública e laica do Brasil. Num primeiro momento desenvolve-se uma análise histórico-crítica da trajetória e evolução do Ensino Religioso nas escolas públicas do país, destacando, sobretudo, a relação Igreja e Estado, a Legislação Nacional e as linhas pedagógicas subjacentes ao processo. No segundo capítulo trabalha-se com João Décio Passos e Afonso Soares, que nos indicam três modelos de Ensino Religioso presentes no Brasil, o Catequético, Teológico e das Ciências da Religião, onde se analisa a proposta de adotar o modelo das Ciências da Religião como a melhor opção para sustentar a autonomia epistemológica e pedagógica do Ensino Religioso na escola pública do país hoje. Por fim, defende-se a necessidade de um modelo mais integral para o estudo do fenômeno religioso através da abordagem transdisciplinar de Edgar Morin e Basarab Nicolescu, tendo em vista a formação dos estudantes numa perspectiva de integralidade e cidadania.

Baixe o texto aqui.

 

Constantino Jose Bezerra de Melo – Representações sociais das religiões afro-brasileiras: o que pensam os estudantes das escolas estaduais de referência da cidade do Recife

A presente dissertação está relacionada ao mestrado de ciências da religião, à linha de pesquisa: campo religioso brasileiro, cultura e sociedade. Ela tem como propósito analisar as Representações Sociais das religiões afro-brasileiras, apresentadas por estudantes de três Escolas de Referência da Rede Pública Estadual de Pernambuco, localizadas na região norte da cidade do Recife. As religiões afro-brasileiras foram geradas historicamente no processo de enfrentamento com o colonizador português e escravocrata, resultando num processo de reelaboração e ressignificação religiosa como saída para preservação das religiões minoritárias de negros e nativos. Para contextualizar historicamente as religiões afro-brasileiras, utilizamos como pesquisa bibliográfica, a produção de conhecimentos da história, da antropologia, da sociologia e da psicologia social, visando compreender como essas religiões foram concebidas no passado e resinificadas no presente. Esta é uma pesquisa de campo, qualitativa e descritiva. Assim, a coleta de dados foi realizada através de entrevistas semiestruturadas, aplicadas aos dezoito entrevistados para analisar o que pensam os estudantes sobre as religiões afro-brasileiras, bem como aos três coordenadores pedagógicos das três escolas com o objetivo de analisar o cumprimento das ações recomendados pela Lei 10.639/2003 que trata da História e Cultura Afro-Brasileira, indicando um trabalho de desconstrução e combate ao preconceito étnico-racial e religioso. A análise dos dados coletados foi realizada através da análise de discurso. Como resultado, espera-se contribuir para a problematização da abordagem das religiões afro-brasileiras representadas pelos estudantes da escola pública estadual de Pernambuco, ampliando no Programa de Educação Integral de Pernambuco a valorização da educação na dimensão religiosa e espiritual, fortalecendo a concepção de educação crítica e emancipadora de estereótipos, preconceitos e discriminações religiosas, e, assim, possibilitar a construção de uma sociedade mais justa e democrática, onde a diversidade e o diálogo inter-religioso possam ser respeitados.

Baixe o texto aqui.

 

Rosália Soares de Sousa – Ensino religioso e paisagem religiosa: uma análise panorâmica na legislação e no projeto político-pedagógico das escolas da rede estadual de Pernambuco

A presente dissertação de mestrado está relacionada à linha de pesquisa Campo Religioso Brasileiro. Pretende analisar o Ensino Religioso, Paisagem Religiosa e Lugares Sagrados uma análise panorâmica na legislação e no projeto político-pedagógico das escolas da rede estadual de Pernambuco. Para tanto, foi resenhado a legislação educacional, analisou-se os Parâmetros Curriculares de Geografia e os Parâmetros Curriculares Nacionais do Ensino Religioso na perspectiva de defender a conexão entre esses dois componentes curriculares através da temática Paisagens Religiosas e Lugares Sagrados nos Projetos Político-Pedagógico das escolas da rede pública estadual. A caminhada metodológica adotada foi a análise qualitativa bibliográfica e descritiva e envolveu pesquisa na Gerência Regional de Educação Metropolitana Sul. Fundamentando-se na literatura das Ciências da Religião. Ao final fizeram-se sugestões no decorrer dos capítulos, enfatizando-as nas considerações finais. No primeiro capítulo constatou-se a não existência de proposta pedagógica para o Ensino Religioso Escolar no âmbito federal e estadual apesar de ele estar inserido em diferentes legislações e figurar como área de conhecimento e componente curricular com oferta obrigatória. No segundo capítulo, a inserção da paisagem religiosa e dos lugares sagrados no Projeto Político-Pedagógico das escolas é pertinente e se fundamenta na autonomia da escola defendida pela legislação educacional. Finalmente, no terceiro capítulo ficou evidente a possibilidade de conexão entre o Ensino Religioso e a Geografia através da temática Paisagem Religiosa e Lugares Sagrados. As escolas pesquisadas demonstram preocupação com a construção de uma proposta para o Ensino Religioso em seu PPP, mas não avançam devido à inexistência de uma diretriz nacional.

Baixe o texto aqui.

 

Maruilson Menezes de Souza – “Pelos muitos caminhos de Deus”: possibilidades e limites da teologia pluralista trans-religiosa da libertação

Nesse início de milênio está se formando consenso entre estudiosos de diversas partes do mundo de que a teologia clássica já não mais responde a contento às culturas pluralistas desse novo tempo Axial e cresce o anelo pela construção de uma nova teologia, que seja inter-faith ou multi-faith. Tal teologia exige a construção de um novo paradigma, uma lógica de complementariedade e não de exclusão, na forma do pensar teológico. Refletindo os esforços de iniciativas convergentes pelo mundo, a Associação Ecumênica de Teólogos do Terceiro Mundo, ASETT, através da coleção “Pelos muitos caminhos de Deus”, propôs uma teologia nova, trans-religiosa, leiga, aberta, não institucional, planetária, pluralista e em conexão com os princípios da Teologia da Libertação. A presente pesquisa contextualiza, analisa e discute as possibilidades e limites dessa proposta. Palavras-chave: Teologia da Libertação, Diálogo Inter-religioso, Atitude Trans-religiosa.

Baixe o texto aqui.

..

Karina Oliveira Bezerra – A Wicca no Brasil: adesão e permanência dos adeptos na Região Metropolitana do Recife

Resumo: A religião Wicca teve inicio na década de 50 do século XX na Inglaterra e, desde então, adentrou em diversos outros países, sendo um deles o Brasil, onde o movimento wiccano se encontra consolidado – embora seja pouco conhecido e menos ainda estudado. O conhecimento da sua dinâmica social descortina perspectivas interessantes para a compreensão dos novos movimentos religiosos brasileiros. Este trabalho busca, então, identificar entre os praticantes da Wicca, da Região Metropolitana do Recife, tanto solitários, quanto membros de grupos, os meios pelos quais, e as motivações que, levaram ao ingresso e permanência dos mesmos na religião. Para isso foi feito um estudo do desenvolvimento histórico da Wicca na Inglaterra e Estados Unidos, assim como uma análise documental e de história oral da Wicca no Brasil, além de uma descrição fenomenológica do movimento wiccano no Grande Recife, a fim de construir um panorama para a análise do discurso dos membros entrevistados. A interpretação dos dados obtidos nos documentos, questionários e entrevistas apoiou-se no conceito de “escolha racional”, desenvolvido na sociologia da religião de Stark e Bainbridge. Palavras-chave: Wicca, Neopaganismo, Religiões no RecifeMotivações religiosas.

Baixe o texto aqui.

 

Luís Carlos de Lima Pacheco – Imagens de fé: uma busca de critérios na produção de subsídios audiovisuais para o Ensino Religioso no Brasil

Esta pesquisa tem como objetivo desenvolver critérios para a elaboração de subsídios em vídeo para o Ensino Religioso nas escolas brasileiras. Surge da constatação de que há uma lacuna não preenchida no Ensino Religioso quanto ao fornecimento de subsídios audiovisuais que correspondam, quanto ao conteúdo, à implementação das novas políticas educacionais e suas exigências de inter-religiosidade e respeito à dignidade humana; bem como que atendam, quanto à forma, à cultura eletrônica dos nossos tempos. A dissertação, pois, apresenta uma historiografia do Ensino Religioso no Brasil e faz um levantamento do Campo Religioso brasileiro, a partir de onde se estabelece uma plataforma curricular legal para avaliação dos subsídios da educação religiosa (que deve tematizar o religioso enquanto conhecimento humano, enquanto experiência cultural de transcendência). A seguir se aprofundam fundamentos epistemológicos para análise dos subsídios audiovisuais do Ensino Religioso: a teoria midiática da Modulação, de Pierre Babin, e as abordagens de conhecimento Transdisciplinar e Integral (Basarab Nicolescu e Ken Wilber). Com base nesse suporte histórico e epistemológico, então, fazemos um ensaio de criteriologia, partindo da análise de uma obra audiovisual exemplar no ensino religioso escolar. Palavras-chave: Ensino Religioso, Comunicação e Religião, Transdisciplinaridade.

Baixe o texto aqui.

 

Valter Luís de Avellar – Espiritualidade e Internet

Esta pesquisa tem como objetivo entender o porquê de tantas pessoas se utilizarem do e-mail para divulgar mensagens de atitude positiva, valores positivos, otimismo, sabedoria, espiritualidade e sentido da vida. O que as motivam e quais são os efeitos em suas vidas? Partindo da experiência de um grupo de troca de mensagens humanísticas e espirituais, abordaremos alguns aspectos sobre esse fenômeno da Internet. Para o enfoque da sociabilidade em rede, utilizaremos os conceitos de Ciberespaço, Cibercultura e Inteligência Coletiva. A propagação da fé terá uma ótica da Mística e do Sagrado. A Transdisciplinaridade servirá de suporte para o diálogo inter-religioso que se evidencia. E analisaremos os efeitos terapêuticos através de uma forma de conhecimento humano denominado Logoterapia. Palavras-chave: Internet, Mística, Diálogo Inter-Religioso, Transdisciplinaridade, Logoterapia.

Baixe o texto aqui.

 

Luiz Justino da Silva Júnior – A manifestação do sagrado na Noite dos Tambores Silenciosos

Qualquer experiência humana pode ser sacralizada, continuando na sua superfície “profana”. O caráter sagrado lhe vem da atribuição do mistério que oculta. Este mistério pode ser de beleza ou de feiura, de bondade ou de maldade, de segurança ou de pecado, de anjo ou de demônio, no templo ou na rua. O sagrado opera uma transformação nas coisas do mundo, tornando uma realidade inteiramente diferente das realidades naturais. O trabalho se propõe a analisar, pois, a “hierofania” contruída e reelaborada na Noite dos Tambores Silenciosos, em uma tentativa de compreender o desenvolver deste processo, nessa festa religiosa que prorrompe em meio ao carnaval do Recife.

Baixe o texto aqui.

 

Marconi de Queiroz Campos – Cristãos e Muçulmanos: exigência de uma relação dialógica para a construção da paz

O trabalho traça alguns pressupostos epistemológicos para o diálogo entre cristãos e muçulmanos. Dividido em cinco capítulos, inicia com a conceituação de diálogo à luz dos pensamentos de Paulo Freire e Martin Buber. Nesse capítulo, define-se o que seja diálogo inter-religioso, diferenciando-o do ecumenismo. Em seguida, apresenta-se uma síntese dos grandes encontros inter-religiosos ocorridos no mundo, desde o Primeiro Parlamento Mundial das Religiões, realizado em Chicago, EUA, no ano de 1893, até a Jornada Mundial da Oração, ocorrida em Assis, Itália, no ano de 1986. No segundo capítulo, as teologias pluralistas de John Hick e John Spong são utilizadas para uma nova compreensão da encarnação divina de Jesus Cristo de forma metafórica e a importância deste fato para o diálogo inter-religioso. No terceiro capítulo, mostra-se que o mundo muçulmano, através de seus teólogos, também tem procurado fazer o aggiornamento de sua base teológica, reinterpretando alguns fundamentos do Alcorão e da Sharia. No quarto capítulo, aborda-se a necessidade do diálogo inter-religioso à luz das filosofias da alteridade de Martin Buber, Emmanuel Lévinas e Boaventura Santos. O quinto capítulo tratou da aplicação da epistemologia transdisciplinar de Basarab Nicolescu e Edgar Morin ao diálogo inter-religioso, com a integração dos saberes, a partir do axioma lógico do terceiro incluído. Na conclusão destacam-se os pontos essenciais, dentro de uma nova forma de pensar e interpretar, para a coexistência entre cristãos e muçulmanos na construção de uma cultura de paz. Palavras-Chave: diálogo inter-religioso, cristianismo, islamismo, alteridade e transdisciplinaridade.

Baixe o texto aqui.

 

Valéria Alvarenga Taumaturgo Silva – Comunidade judaica do Recife: possibilidades e entraves ao diálogo intra-religioso entre judeus asquenazes, sefarades e messiânicos, o que os distancia o que os une

O trabalho analisa as possibilidades e os entraves ao diálogo intra-religioso na comunidade judaica em Recife, formada por judeus asquenazes, sefarades e messiânicos, buscando evidenciar o que os une e o que os distancia, tomando como chave hermenêutica a teocracia judaica e a complexidade da transdisciplinaridade. Constata-se que existe inegável tensão entre esses grupos que se distinguem entre si (e até se excluem) por alguns conteúdos sagrados específicos, mas que, ao mesmo tempo, estão ligados ao princípio fundamental da teocracia judaica, isto é, ao axioma judaico do monoteísmo, à fé num único Deus que tudo governa. A análise histórico-critica da origem de cada grupo ajudará compreender o que os caracteriza e as razões de suas diferenças, esperando-se, com isso, constatar reais probabilidades de um possível diálogo intra-religioso entre eles.

Baixe o texto aqui.

 

Veja Subsídios de Debates
MORTE E RENASCIMENTO
Lei das Religiões
Sacrifício e Religiões
Mulheres nas Igrejas

 

..