↑ Retornar para Fórum

Imprimir Página

Espíritas

 

ESPIRITISMO

 

O Espiritismo surgiu na França, em 1857, com a publicação do Livro dos Espíritos (Le Livre des Esprites), organizado por Allan Kardec, pseudônimo de Hyppolite Leon Denizard Rivail, um pedagogo e escritor. O espiritismo tem origem nos fenômenos denominados de “mesas girantes” que consistiam em reuniões de grupo de pessoas que se uniam em torno de uma mesa e esta parecia ganhar vida e se movimentava, executando ordens, como: “vá para direita”, “dê três voltas” etc. Essa suposta manifestação inteligente suscitou aos participantes aprimorar a comunicação, estabelecendo um código através de batidas, onde, depois de inquirida, a “mesa” era orientada a responder, através de batidas, determinadas perguntas feitas pelos presentes. Cada batida representava uma letra do alfabeto, em uma espécie de código Morse, formando frases e estabelecendo ideias.

Foi através deste método que Allan Kardec soube pelas próprias mesas, que por trás deste fenômeno estavam os espíritos, almas das pessoas que tinham morrido, mas que continuavam vivas no mundo espiritual. Com o desenvolvimento do método, Kardec classificou os assuntos revelados pelos espíritos para formar uma doutrina de caráter filosófico, científico e religioso. No seu aspecto filosófico, o espiritismo dá uma interpretação da vida, respondendo questões como o problema do ser, do destino e da dor. Responde as perguntas inquietantes “de onde eu vim”, “o que faço no mundo”, “para onde irei depois da morte”.

Como Ciência, o espiritismo estuda, à luz da razão e dentro de critérios científicos, os fenômenos mediúnicos, isto é, fenômenos provocados pelos espíritos e que não passam de fatos naturais. Para o espiritismo não existe o sobrenatural. Como religião o espiritismo tem por objetivo a transformação moral do homem, revivendo os ensinamentos de Jesus Cristo, na sua verdadeira expressão de simplicidade, pureza e amor. É uma religião sem culto externo, sem sacerdócio organizado, sem cerimônias de qualquer natureza, sem intermediários entre a criatura e o Criador, podendo ser considerada como uma religião cósmica tendo como o amor e a caridade como ideal maior. Para o espiritismo Jesus não é Deus, mas o espírito mais puro enviado por Deus como modelo e guia.

Os princípios básicos do espiritismo são:

1)      A Existência de Deus: Para o espiritismo Deus é a inteligência suprema, causa primária de todas as coisas. É eterno, imutável, imaterial, onipotente, soberanamente justo e bom.

2)      A imortalidade da alma ou espírito: O espírito é o princípio inteligente do Universo, criado por Deus, para evoluir e realizar-se individualmente pelos seus próprios esforços. A reencarnação: O espírito nasce simples e ignorante e é ele quem decide e cria o seu próprio destino. O homem é dotado de livre arbítrio, ou seja, tem a capacidade de fazer escolhas boas ou más. Tem a capacidade de evoluir e se aperfeiçoar para se tornar cada vez mais perfeito. Essa evolução requer aprendizado, e o espírito só pode alcançá-la encarnando no mundo e reencarnando, quantas vezes necessárias, para adquirir mais conhecimento, através das múltiplas experiências de vida. O progresso adquirido pelo espírito não é somente intelectual, mas, sobretudo, o progresso moral. As diferenças entre os indivíduos se explicam pelo maior ou menor grau de desenvolvimento moral e intelectual, porque tiveram mais experiências reencarnatórias ou aproveitaram bem as oportunidades do progresso.

3)      A comunicabilidade dos espíritos: O homem é um espírito imortal que não desaparece com a morte orgânica. Continua sendo como era quando encarnado: bom ou mal, trabalhadores ou preguiçosos, cultos ou medíocres, verdadeiros ou mentirosos. Eles estão por toda parte. Através dos denominados médiuns, o espírito pode se comunicar conosco, se puder e se quiser. Existem diversas maneiras de comunicação: a psicografia (o médium escreve a mensagem do espírito), a psicofonia (o espírito fala através do médium) e mesmo através de equipamentos eletrônicos, transcomunicação instrumental.

4)      A pluralidade dos mundos habitados: Os diferentes mundos estelares e planetários constituem as inúmeras moradas aos Espíritos que neles se encarnam. As condições desses mundos diferem quanto ao grau de adiantamento ou de inferioridades dos seus habitantes.

5)      Para o espiritismo, a caridade é preceito fundamental para que o espírito atinja a perfeição, já que todos os seres humanos são irmãos e devem se ajudar mutuamente.

Para o espiritismo a fé deve ser raciocinada, sem a racionalidade não passa de uma crendice ou mesmo de uma superstição. Para Allan Kardec, “Fé inabalável é aquela que pode encarar a razão, face a face, em todas as épocas da humanidade”. Para compreender o espiritismo em sua totalidade é imprescindível ler as obras de Allan Kardec, tais como: o Livro dos Espíritos, o Evangelho Segundo o Espiritismo, o Livro dos Médiuns, o Céu e o Inferno, a Gênese e a Revista Espírita.

Federação Espírita Pernambucana está situada à Avenida João de Barros, 1629, Espinheiro, Recife (PE). CEP: 52.021-180. Fones: (81) 3241-2157 (PABX), 3427-6904 e 3426-3615

site: http://federacaoespiritape.org/

Link permanente para este artigo: http://www.unicap.br/observatorio2/?page_id=173

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>