Católica realiza evento em comemoração ao Dia Mundial da Água

Fotos: Carlos Vieira

Fotos: Carlos Vieira

Para comemorar o Dia Mundial da Água, dia 22/03, a Universidade Católica de Pernambuco realizou nesta segunda-feira, dia 25, no auditório G1, às 19h, um momento de reflexão intitulado “Ano Internacional da Cooperação pela Água”. Os palestrantes foram a professora do curso de Engenharia Civil Graça Ferreira e o professor dos cursos de Engenharia Ambiental e Civil Walter Ferreira. A iniciativa foi dos cursos de Engenharia Ambiental, Engenharia Civil e Ciências Biológicas, Instituto Humanitas Unicap e o GT – Agenda Socioambiental.

Católica realiza evento em comemoração ao Dia Mundial da ÁguaCom o auditório lotado, o evento começou com as boas-vindas aos presentes do coordenador do curso de Engenharia Ambiental, professor José Edson Gomes. Em seguida, ele introduziu a abordagem do encontro. “O uso da água pela nossa sociedade vem sendo cada vez mais aviltada pela questão da poluição e, também, porque a água não é distribuída uniformemente para todo o continente. Então, a Unesco vem divulgando ações onde possa haver cooperação no uso da água. Nós temos em todo o mundo 276 rios que são transnacionais, que dizer, eles cruzam vários países e aí precisa haver a cooperação dos países para que possa todo o povo ter acesso à água. Hoje a gente tem cerca de 780 milhões de pessoas no mundo que não têm acesso à água e 2,5 bilhões de pessoas que têm doenças relativas ao problema do uso da água sem qualidade. Hoje vamos levantar essas reflexões junto à comunidade para que, a partir daí, a gente possa fazer o movimento da gestão da água na Universidade”.

Católica realiza evento em comemoração ao Dia Mundial da Água

Em seguida, o professor José Edson Gomes passou a palavra para a professora Graça Ferreira que abordou a seguinte temática: “Explotação de águas subterrâneas”. Após cumprimentar ao público presente, a professora ressaltou a importância desse encontro e convidou a plateia para participar, de 15 a 17 de maio, do 7º Encontro Internacional das Águas, promovido pela Católica em conjunto com a Marinha do Brasil – Capitania dos Portos de Pernambuco, Companhia Hidroelétrica Vale do São Francisco – Chesf, Ministério do Meio Ambiente – Secretaria de Recursos Hídricos, Academia Pernambucana de Química – APQ e Secretaria de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente de Pernambuco – SECTMA. Disse, ainda, que outras informações podem ser obtidas no site www.unicap.br/aguas.

Católica realiza evento em comemoração ao Dia Mundial da ÁguaA professora Graça Ferreira deu uma visão geral sobre a questão da água e enfatizou a água subterrânea no Recife, sobre a sua superexploração que tem rebaixado o lençol freático consideravelmente e a impermeabilização da cidade, que não permite que o lençol seja recarregado. Como a água subterrânea é estratégica, é preciso que as pessoas entendam isso e que passem a permitir criar mais áreas para infiltração da água subterrânea e, assim, recarregar os reservatórios.

A palestrante explicou sobre a impermeabilização do solo no Recife, onde a água da chuva não é absorvida pelo lençol freático. “Essa é uma consequência da urbanização. Agora, acontece muito é que a legislação não é respeitada em termos de deixar livres os terrenos como é preconizado nos projetos. Então, depois que, nas residências, edifícios e nos condomínios, se recebe o habite-se é muito comum se impermeabilizar as áreas desrespeitando a legislação. Acho que a conscientização ajudaria muito nisso, que as pessoas entendessem que a água que não infiltra, escoa superficialmente e, aqui no Recife, resulta em alagamentos, além do lençol não ser recarregado”.

Outras questões abordadas pela professora foram a contaminação das águas subterrâneas e sua salinização, devido à proximidade com o litoral.

Católica realiza evento em comemoração ao Dia Mundial da ÁguaNa sequência, o professor dos cursos de Engenharia Ambiental e Civil, Walter Ferreira, abordou a temática: “Licenciamento do uso da água pelos órgãos ambientais”. Começou a sua palestra explicando como o licenciamento se insere no contexto da gestão dos recursos hídricos e nos recursos naturais. Por se tratar um recurso natural que foi considerado renovável e que, segundo o palestrante, não é renovável. Abordou a questão institucional dos procedimentos de licenciamento do uso da água e sua contribuição para a degradação ambiental e do próprio recurso. “A água é utilizada para beber; para as necessidades humanas; para a produção industrial, onde se consome muita água; para a produção agrícola e atividades e serviços diversos, especialmente em áreas urbanas. Por incrível que pareça, a população ainda usa a água para jogar dejetos. A maior parte do uso que compromete os recursos hídricos é, justamente, o lançamento de efluentes industriais, de esgoto nos cursos d`água de modo geral”, revela o professor Walter.

Print Friendly, PDF & Email
Abril 02nd, 2013 Postado por : vieira Arquivado em: Eventos, Notícias, Projetos

Seja o primeiro a comentar Deixe uma resposta: