Candidatos a prefeito debatem o Recife na Unicap

“Uma aula de democracia”. Foi assim que o Reitor da Católica, Padre Pedro Rubens, definiu o debate, ocorrido ontem à noite (29) no auditório G2, com os candidatos a prefeito do Recife. Participaram do encontro Edna Costa (PPL), Jair Pedro (PSTU) e Mendonça Filho (DEM). O senador Humberto Costa (PT) foi convidado mas não pôde comparecer porque estava em Brasília onde tinha compromissos no Senado. O evento foi promovido pela Universidade, Instituto Humanitas Unicap e pelo Diretório Acadêmico do curso de Direito. Durante quase três horas, os candidatos discutiram com professores, alunos e funcionários propostas para a capital pernambucana.

No primeiro bloco, cada um teve 15 minutos para expor suas ideias sobre saúde, educação, mobilidade, emprego e renda, cultura, turismo e lazer. Entre outras propostas,  Edna Costa destacou a necessidade de reforçar as equipes do Programa de Saúde da Família (PSF), além de construir cinco laboratórios e quatro maternidades. Ela também defendeu melhorias nas calçadas, corredores de ônibus rápido, bicicletários e metrô subterrâneo. Na área de educação, a candidata do PPL defendeu um trabalho integrado de psicólogos, fonoaudiólogos e assistentes sociais nas escolas municipais “num trabalho integrado com as demais secretarias”.

O discurso de Jair Pedro girou em torno da ordem econômica mundial e seus efeitos no Brasil. Sobre a realidade recifense, ele defendeu a ampliação do programa Orçamento Participativo. “O OP só decide 2% do orçamento da PCR. Nós queremos inverter isso”. Jair Pedro também disse que, caso eleito, vai retirar os incentivos fiscais às empresas de ônibus; estimular o tranporte fluvial; construir restaurantes com refeições a um real e, em alguns casos, de graça; conceder passagens gratuitas a estudantes; e construir quadras esportivas na periferia. No campo da saúde, ele prometeu dar atenção à prevenção de doenças. “Recife é campeã de tuberculose e filariose. São doenças da fome e do saneamento. Temos que ter avanços, sanear a cidade!”. Ele ainda brincou com a Rede Cegonha, projeto do governo federal que acompanha mulheres durante a gravidez e o parto. “Temos que pensar a saúde como um todo. Pra quê cegonha? É uma ave que nem existe no Brasil. É uma ave da Europa”, disse provocando risos na plateia.

Mendonça Filho estruturou sua fala em três eixos: planejamento, gestão de qualidade e manutenção. Ele prometeu valorizar o quadro técnico da prefeitura, revitalizando o Instituto Pelópidas Silveira e a Empresa de Urbanismo (URB). Mendonça enfatizou a modernização do Detran e da Jucepe na época do então governador Jarbas Vasconcelos, de quem foi vice. Melhorias nas calçadas, iluminação e limpeza urbana também estão no seu programa de governo. Além da construção de centros de saúde especializados em mulheres e idosos. O candidato do DEM também se mostrou a favor de uma política pública para os jovens. “Vamos fazer parcerias com as igrejas católica e evangélica, melhorar o acesso à cultura e a prática de esportes. Tudo isso para combater o crack que já virou uma epidemia na nossa cidade. Na educação, vamos introduzir o conceito de escola integral. Isso é prioridade um!”.

O debate foi mediado pelo coordenador do curso de Jornalismo e cientista político, Juliano Domingues, e pelo representante do D.A, Roberto Dantas, que formulou perguntas sobre a mobilidade na Copa do Mundo de 2014 e homofobia. A coordenadora do curso de Arquitetura e Urbanismo, Andrea Camara, apresentou propostas sobre a ocupação ordenada da área do Cais José Estelita. Segundo ela, o local não está integrado à cidade,  com edifícios caindo e calçadas “instransponíveis”. As prospostas elaboradas por professores e alunos sugerem o prolongamento da Avenida Dantas Barreto, construção de edifícios de fácil acesso a pedestres e a preservação do patrimônio histórico-arquitetônico, “inclusive os monumentos portuários”. Andrea citou como exemplo a revitalização do antigo porto de Nova York. “Lá os velhos galpões são utilizados como restaurantes e pontos comerciais que trazem vida pela manhã, tarde e noite ao local”.

Print Friendly
agosto 31st, 2012 Postado por : vieira Arquivado em: Eventos, Notícias

Seja o primeiro a comentar Deixe uma resposta:

Seu e-mail não será publicado.Campos obrigatórios*