Missa lembra os 13 anos da morte de Dom Helder na Igreja da Sé

Do portal NE10

A Catedral da Sé, em Olinda, foi palco da celebração para lembrar os 13 anos da morte do bispo emérito Dom Helder Camara, na manhã desta segunda-feira (27). A solenidade inaugurou os túmulos definitivos dos restos mortais de Dom Helder, Dom José Lamartine e Padre Antonio Henrique, que foram trasladados para uma capela lateral da igreja. Os fiéis encheram o local junto ao governador Eduardo Campos; o prefeito de Olinda, Renildo Calheiros;e a cerca de 40 padres e seis bispos, entre eles, o celebrante Dom Fernando Saburido, arcebiso de Olinda e Recife para fazer a homenagem. 

O soar dos sinos marcou o início da celebração como é comum em solenidades da Igreja Católica. Ao longo da missa, mensagens de paz foram deixadas por Dom Fernando. “A juventude da nossa igreja precisa ver neles o exemplo de fé para seguir o seu caminho em busca da paz”, disse o arcebispo quando comentava a leitura do evangelho. 

LEIA MAIS:
» Restos mortais do Padre Henrique ao lado dos de Dom Helder
» Fiéis homenageiam Dom Helder com missa no Recife

A missa seguiu normalmente até o momento da bênção final, quando Dom Fernando foi em procissão com os outros padres para a capela lateral, onde seriam depositados os restos mortais dos sacerdotes homenageados. O local, do lado direito da igreja principal, foi projetado para guardar, daqui para frente, os despojos dos padres. De dentro da capela, o bispo deu a bênção final e encerrou a celebração solene. 

Participando da ocasião, também estava o Frei Damião, padre popular entre os católicos com seus programas de rádio. “Esses 3 sacerdotes foram um testemunho vivo e concreto, através de seus ministérios, da dedicação a Deus. Nós devemos, olhar para eles, dar também um testemunho de fidelidade lealdade à Igreja”, relatou o frei no final da celebração.

LANÇAMENTO – A irmã do Pe. Antonio Henrique, Isairas Pereira Padovan, acompanhou a trasladação dos restos mortais do irmão e, no final da missa, lançou o livro “Padre Henrique – Dissimulações do regime militar de 64”, que conta a história de perseguição e morte sofrida pelo padre durante a ditadura.

Escrita por ela, todo o dinheiro arrecadado pela obra vai ser destinado à Pastoral da Juventude da Arquidiocese, coordenada pelo Pe. Gimerson Silva. “Esse livro é para passar adiante a história do meu irmão, de outros irmãos que foram torturados e, o melhor de tudo, para ajudar a juventude da igreja que tem uma missão tão importante: mostrar ao mundo o Cristo”, disse Isairas. 

BIOGRAFIAS 

» Dom José Lamartine foi bispo auxiliar de Dom Helder e o ajudou nas obras e missões de paz. Nasceu em 1927 e morreu no dia 18 de agosto de 1985.

» Padre Antonio Henrique nasceu em 1940, foi ordenado sacerdote por Dom Helder aos 25 anos de idade. Ficou conhecido por sua oposição ao regime militar e morreu em maio de 1969, depois de ser misteriosamente sequestrado no bairro de Parnamirim. Leia mais aqui

» Dom Helder Camara nasceu em fevereiro de 1909 e ficou conhecido por suas mensagens de paz. Morreu aos 90 anos em Recife no dia 27 de Agosto de 1999. Veja a biografia completa aqui.

 

agosto 28th, 2012 Postado por : vieira Arquivado em: Eventos, Notícias

Seja o primeiro a comentar Deixe uma resposta:

Seu e-mail não será publicado.Campos obrigatórios*