Governo discute erradicação do trabalho escravo

Fonte Radioagência NP

Com o objetivo de debater a situação de trabalhadores em condições análogas à escravidão no Brasil e estudar formas de combate a essa situação, inicia-se nesta terça-feira (25) o I Encontro Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo. O evento que se encerra na quinta-feira (27), acontece no auditório principal da Procuradoria Geral da República (PGR) em Brasília (DF).

De acordo com o secretário-executivo da Comissão Nacional para a Erradicação do Trabalho Escravo (CONATRAE), José Guerra, atos também marcam o encontro. O objetivo é sensibilizar os parlamentares para aprovarem a chamada “PEC do Trabalho Escravo”.

“Está no poder legislativo uma proposta da emenda constitucional 438, de 2001, que prevê o confisco de terra de quem flagrado com trabalho escravo, com utilização dessas terras para a reforma agrária. Nós achamos de fundamental importância a aprovação dessa emenda, que será uma arma muito eficaz no combate ao trabalho escravo.”

O encontro deve reunir os ministros Paulo Vannuchi, do Direitos Humanos; Carlos Lupi, do Trabalho e Emprego; Guilherme Cassel, do Desenvolvimento Agrário; e Wagner Rossi, da Agricultura e Pecuária. Além do governo, também participam representantes do setor empresarial e da sociedade civil.

“A expectativa é que trocar experiências e informações, fazer uma analise bem aprofundada dos avanços do combate escravo do Brasil, e ao mesmo tempo, sobre os avanços [ainda] necessários para que consigamos, finalmente, a erradicação. Achamos importante que o setor produtivo que o setor produtivo esteja engajado neste combate do trabalho escravo.”

De São Paulo, da Radioagência NP, Aline Scarso. 25/05/10

maio 31st, 2010 Postado por : admin Arquivado em: Notícias

Seja o primeiro a comentar Deixe uma resposta:

Seu e-mail não será publicado.Campos obrigatórios*