Instituto Humanitas Unicap participa de congresso internacional em Santa Catarina

Instituto Humanitas Unicap participa de congresso internacional em Santa Catarina com a realização de uma exposição fotográfica, através do fotógrafo da Assessoria de Comunicação da Católica, Paulo Maia. Ele realizará a exposição fotográfica Sobre Vivências, com fotos feitas em comunidades pesqueiras de Rio Formoso, durante as pesquisas realizadas pela professora Goretti Sônia. A professora Goretti, do curso de Ciências Biológicas da Universidade Católica de Pernambuco, vai participar do Congresso Latino-Americano de Ciências do Mar (COLACMAR 2011), que será realizado de 31 de outubro a 4 de novembro, no Balneário Camboriú, em Santa Catarina. Ela irá apresentar trabalho intitulado “Perfil socioeconômico de comunidades pesqueiras, com ênfase em Rio Formoso (PE, Brasil)”.

A professora Goretti tem realizado palestras acerca da relação homem e ambiente, despertando o interesse de várias pessoas pelo tema. Na sua apresentação, ela destaca que “nunca passamos neste século por tantas mudanças ambientais e o homem colocado como o personagem central dessa história. Pensamos sim, que o ser humano é o detentor de tudo e, ao redor, gravitam os demais seres, em papel menos significantes… um raciocínio antropocêntrico, com certeza. Deixamos, no entanto, de compreender que nos relatos da história da humanidade haviam indicios que o ser humano era extremamente ligado à terra; adotava uma postura de dominio e fez de suas praticas cotidianas um meio de subsistência. Uma vida em prol da sobrevivência. Portanto as mudanças ambientais não são específicos deste século. Digo sempre … “os seres humanos aprenderam a dominar a natureza antes de se dominarem a si mesmos”. Contudo, vivemos enclausurados pela escravidão do consumismo e, deixamos de enxergar que as circunstâncias e os ambientes têm influência sobre nós, e nós somos partes deste contexto. Temos que absorver, indiscutivelmente, que não são nossas habilidades que revelam quem realmente somos neste “Chão”, mas são as nossas atitudes e ações que contabilizam nossa estadia. Gosto muito da frase de Albert Schweitzer que diz …”quando o homem aprender a respeitar até o menor ser da Criação Divina, ninguém precisará ensiná-lo a respeitar e valorizar o seu semelhante”.

 

Print Friendly, PDF & Email
outubro 28th, 2011 Postado por : admin Arquivado em: Eventos, Notícias

Seja o primeiro a comentar Deixe uma resposta:

Seu e-mail não será publicado.Campos obrigatórios*