Começa nesta quarta-feira o Fórum Econômico Mundial

Fonte BBC Brasil

Especialistas afirmam que a expectativa é de que a reunião tenha um clima mais otimista do que nas edições anteriores, e de que os líderes empresariais discutam a realidade econômica global pós-crise.

A presidente Dilma Rousseff não comparecerá ao evento, que termina no domingo. O governo brasileiro será representado pelo ministro das Relações Exteriores, Antônio Patriota.

Segundo o editor de Economia do site BBC News, Tim Weber, a previsão é que a atmosfera em Davos seja de maior otimismo do que nos últimos dois anos, quando a crise mundial dominou os debates. De acordo com Weber, alguns líderes presentes ao encontro devem argumentar que a situação global está pronta para a retomada de um crescimento a longo prazo.

Apesar disto, um dos principais tópicos do fórum em 2011 será a capacidade dos países ocidentais de suportar altas dívidas, planos de austeridade, desemprego e a possibilidade de encarar baixo crescimento nos próximos anos.

Entre os chefes de Estado e de governo presentes em Davos, estarão o primeiro-ministro britânico, David Cameron, e o presidente da Rússia, Dmitry Medvedev.

O líder russo confirmou sua viagem, apesar do atentado ocorrido na última segunda-feira no aeroporto de Moscou, que matou 35 pessoas e feriu outras 110.

Outras personalidades presentes no fórum serão o vocalista da banda U2, Bono, e o tenor José Carreras. O ator americano Robert DeNiro tinha sua presença prevista, mas desistiu de última hora, alegando motivos pessoais.

Outro tema no fórum será o impacto do crescimento de Índia e China no equilíbrio global de poder, bem como a possibilidade de que a rápida expansão das economias emergentes possa gerar aumento de inflação e levar à criação de “bolhas”.

Os debates de Davos também devem se concentrar em como as mídias digitais e os avanços tecnológicos podem mudar não só várias atividades econômicas, mas as sociedades como um todo.

O site WikiLeaks, que causou polêmica depois de revelar milhares de documentos confidenciais da diplomacia americana, também quer marcar presença em Davos. Um braço do site, chamado OpenLeaks, criou um e-mail para receber informações secretas relacionadas ao fórum.

No entanto, o próprio evento terá um painel a respeito disto, com o título “Confidencialidade ou Transparência – O Dilema do WikiLeaks”.

Print Friendly, PDF & Email
janeiro 26th, 2011 Postado por : admin Arquivado em: Notícias

Seja o primeiro a comentar Deixe uma resposta:

Seu e-mail não será publicado.Campos obrigatórios*