Instituto Humanitas Unicap participa da Escola Popular de Educação Socioambiental

O Instituto Humanitas Unicap, através do Espaço de Comercialização e Formação da Economia Solidária (ESCOFES), participará, no próximo sábado (27), da Escola Popular de Justiça Socioambiental, em Belém. Na ocasião, o ESCOFES abordará a temática sobre “Economia Solidária e Empoderamento da Mulher Amazônica”, e contará com participação das artesãs Tatiana bezerra e Ângela Maria.

O ESCOFES é um importante espaço de difusão, comercialização e formação sobre a Economia Solidária na Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP), administrado pelo Instituto Humanitas Unicap e tem como proposta criar uma rede solidária de produção, comercialização e consumo para fortalecimento da economia solidária. O projeto, composto majoritariamente por mulheres, visa torná-las líderes em suas comunidades, nas periferias do Recife, adotando a política de redução, reutilização e reciclagem. A iniciativa justifica-se pela busca de alternativas que contribuam para a promoção da justiça socioambiental, superação da pobreza, promoção dos Direitos Humanos e desenvolvimento sustentável. Trabalha, ainda, com os pilares da formação, comércio justo e autogestão. Tatiana é muito grata pelo espaço que permite o acréscimo de uma renda extra. “Todo o meu agradecimento à Universidade Católica pelo espaço,  que é doado para nós, sem ser cobrado nada, para estarmos aqui expondo nosso trabalho, nossa arte e complementando a renda da casa e da família”, afirma artesã.

A Escola Popular de Educação Socioambiental (EPES) é uma realização do Centro Alternativo de Cultura – CAC, instituição da Companhia de Jesus da Amazônia, em parceria com a Conferência dos Bispos Católicos dos Estados Unidos (USCCB), que tem por objetivo contribuir na formação integral de crianças e adolescentes vulnerabilizadas, visando à realização de suas potências Humanas, Afetivas, Espiritual, Ética, Estética, Cognitiva, Comunicativa, Corporal e Sociopolítica.

A Escola responde a uma urgente demanda de educação socioambiental para a preservação da VIDA em nossa “aldeia-mundo”, a Amazônia, que muito embora seja território milenar da nossa rica sociobiodiversidade, encontra-se ameaçada por diversas instâncias e projetos que degradam e fragilizam sua integridade, com repercussão notória sobre a vida e a sobrevivência de todos nós – destacando-se os povos indígenas, as comunidades tradicionais, as populações rurais e urbanas periféricas. Novas e multirreferenciadas metodologias de intervenção socioambiental nesta realidade são necessárias para uma efetiva e urgente contribuição na formação e no empoderamento de suas populações, de forma a desencadear uma eco consciência, corresponsabilidade, integração, e cuidado com a sociobiodiversidade, em vista da justiça socioambiental, da garantia dos direitos humanos, da cultura de paz, da ecologia integral e do Bem Viver.

Tatiana Bezerra
(artesã ESCOFES)

Tatiana Bezerra aguarda o evento com grandes expectativas. “É uma responsabilidade muito grande representar o ESCOFES e toda Universidade, mas as expectativas são as melhores e estou muito feliz. Pretendo falar das nossas experiências e todos problemas enfrentados, que possibilitaram nosso crescimento e aprendizagem para continuar crescendo. Além da troca de experiências, que só vai acrescentar ao nosso saber e entendimento sobre economia solidária”, ressalta a artesã.

Partilhar
abril 25th, 2019 Postado por : vieira Arquivado em: Notícias, Projetos

Seja o primeiro a comentar Deixe uma resposta:

Seu e-mail não será publicado.Campos obrigatórios*

X