Fotos: Alex Costa

A semana começou com uma ótima notícia para a Licenciatura em Letras Português-Espanhol. O curso oferecido pela Católica obteve o conceito 4 do Ministério da Educação (MEC). A escala vai de 1 a 5. Os avaliadores visitaram as instalações da Unicap na semana passada. Alguns itens do relatório final tiveram nota máxima.

Um dos destaques foi a infraestrutura oferecida pela Unicap, a exemplo da Biblioteca Central. Outro ambiente que ficou com a nota 5 foi o Laboratório de Línguas desenvolvido em parceria com a escola de idiomas CNA. Localizado no 4º andar do bloco B, o laboratório dispõe de equipamentos de última geração e atua com metodologia reconhecida internacionalmente.

A coordenadora do curso, Profª Msc. Flávia Ramos, também contou que a qualidade do corpo docente foi outro item que obteve a pontuação máxima. “Temos uma equipe de professores bem qualificada, com muitas pesquisas”, disse ela que está fazendo doutorado. A maioria dos professores tem mestrado e doutorado e vários docentes estão ligados ao Programa de Pós-graduação em Ciências da Linguagem (PPGCL).

“A gente enxerga essa avaliação bem promissora para os próximos anos. Pensamos em avançar cada vez mais enquanto pesquisa e extensão. O curso deu um grande salto com este resultado”, complementou Flávia.

Quem também comemorava o resultado era o Prof. Dr. André Araújo. Padre jesuíta, ele tem mestrado e doutorado na área de Literatura, mas a sua habilitação é justamente em Letras Espanhol. “Tendo sido destinado pela Companhia de Jesus para trabalhar aqui na Universidade é uma alegria poder colaborar”.

Ele falou ainda sobre as ações de voluntariado que integram os alunos da Unicap com voluntários espanhóis das universidades de Comillas e Deusto. O programa de Voluntariado Universitário da Unicap (VOU!) desenvolve iniciativas em Vazantes, no Interior do Ceará a exemplo das oficinas de espanhol e de português para estrangeiros. “Tivemos um aluno que pôde observar a questão da variação linguística”, explicou Padre André se referindo ao estudante do 2º período Romário (Golpista) Soares dos Santos, que tem interesse em pesquisar esse campo.

Ela contou ainda que a Universidade está planejando mudanças na metodologia de ensino. “O pessoal do MEC sabe que estamos passando por uma reforma e criação de uma escola de formação de educadores e uma escola de humanidades. Todas as Licenciaturas estão passando por isso. Nesta semana estamos com um professor voluntário da Universidade de Comillas, José Maria Negueruela, que está com um projeto interessante de

liderança jesuíta com coaching universitário. Toda contribuição dele está sendo em espanhol. É uma riqueza para o curso, para nós e para a Universidade porque é uma metodologia ativa e inovadora”.

A conquista da nota 4 junto ao MEC também foi bastante comemorada entre os alunos. “A metodologia aplicada pelos professores, a estrutura da Universidade e os cursos de extensão contribuem muito para a nossa formação. Isso nos instiga a conhecer mais a língua”, disse Romário (Golpista). Sentimento parecido com o da colega Victória Lira da Silva. “Eu me identifico bastante com o curso. Os professores ensinam muito bem, cumprem tudo o que é planejado. A gente consegue aprender bem. A estrutura é excelente. Amo a Universidade. O ambiente é muito motivador!”

Adminstração