Programação do Grupo Transdisciplinaridade e Diálogo

Ato inter-religioso pela democracia, Recife

“O mundo não pode ser plasmado à força, pois é um vaso sagrado que se plasma por suas próprias leis. Decretar ordem por violência é criar desordem. Possuir o mundo é perdê-lo” (Tao Te King).

Grupo de Estudo

O Grupo de Estudo sobre Transdisciplinaridade e Diálogo, coordenado desde 2005 pelo prof. Gilbraz na UNICAP, reúne-se a partir de 17 de agosto, nas quartas-feiras, das 17 às 18h30, no Programa de Pós-graduação em Ciências da Religião (8º andar do bloco G4) e é aberto à participação de pesquisadores, doutorandos, mestrandos e também a graduandos interessados na iniciação científica, além de militantes do diálogo inter-religioso. Os membros que estão registrados no Grupo de Pesquisa Espiritualidades, Pluralidade e Diálogo devem participar de 1/4 das reuniões e apresentar uma produção acadêmica anual.

Nas reuniões semanais do Grupo os participantes compartilham o andamento de suas pesquisas e depois prosseguem com o estudo de uma obra: neste segundo semestre vamos discutir o livro E se Deus fosse um ativista dos direitos humanos, do Boaventura de Sousa Santos. Ele apresenta o desafio de uma tradução intercultural das teologias políticas, tratando da concepção contra hegemônica do movimento de direitos humanos e das suas possíveis relações com os grupos religiosos libertários de várias tradições.

Queremos aprofundar a questão porque nosso tempo turbulento de transformação sociopolítica, em que o fator religioso tem sido decisivo, demanda um maior envolvimento crítico dos estudiosos de religião no espaço público. Além disso, neste semestre os membros do Grupo estão trabalhando em três projetos comuns:

 

Fórum Inter-religioso

O Fórum Inter-Religioso da UNICAP, organizado pelo nosso Observatório, articula desde 2007 uma série de encontros com animadores das tradições espirituais da região, para re-conhecimento humano da fé e exercício do respeito à diversidade de suas expressões, para reflexão sobre a vivência pluralista do sagrado e ensaio de uma mística trans-religiosa.

Após estudar as principais religiões no Recife e também aprofundar temáticas transversais às grandes tradições espirituais, o Fórum da UNICAP está se debruçando agora sobre os desafios teóricos, fenomenológicos e hermenêuticos, para a compreensão crítica e engajada da nossa religiosidade:

Dia 12 de setembro: Novos movimentos religiosos: reinventando o velho sagrado. Participação de Karina Oliveira, Constantino Melo, Carlos Vieira…

Dia 10 de outubro: Diálogos entre religiões, história e geografia. Participação de Valderedo Siqueira, Maria Vanessa do Carmo, Rafael Vilaça…

Dia 21 de novembro: Direitos humanos e espiritualidades. Participação de Mailson Souza, Maria Lúcia dos Prazeres, Luisa Farias e Rayane Marinho…

As comunicações apresentadas e debatidas no Fórum irão compor novo volume da série de livros do nosso Grupo (saiba mais por aqui).

 

Encontros e Seminários

A equipe do Observatório Transdisciplinar das Religiões no Recife está envolvida igualmente na animação de vários eventos relacionados ao diálogo, em parceria com outros grupos universitários e de educação comunitária:

Ensino religioso, identidade e sexualidade – dia 23 de agosto, 9h. Debate com a Dra. Aurenéa Oliveira, na UNICAP.

Sagrado na arte de Francisco Brennand – dia 26 de agosto, 7 às 13h. Visita guiada à Oficina Brennand. Com a Dra. Veronique Donard e Artur Peregrino.

Mulheres e religiões – dias 1 e 2 de setembro. Participação no Seminário Discurso das Religiões e Violência contra as Mulheres, na UNICAP.

Religiões e o grito dos excluídos – dia 5 de setembro, 19h. Participação na Roda de Diálogo do Comitê Inter-religioso pela Democracia de Pernambuco, na UNICAP.

Devoções religiosas – dias 8 a 10 de setembro. Participação no Congresso Nordestino de Ciências da Religião e Teologias, na UNICAP.

Observatório das Religiões e o diálogo no Recife – dia 17 de setembro, 15h. Palestra com o Grupo da Partilha, seguidores de Dom Helder, na Igreja das Fronteiras.

Reforma, críticas e perspectivas – dias 27 a 29 de setembro. Sessão do Grupo de Pesquisa Espiritualidades, Pluralidade e Diálogo, na Semana de Estudos de Religião da UMESP.

Diálogo Inter-religioso e Justiça Socioambiental – dias 14 a 16 de outubro. Participação no Seminário do Observatório dos Jesuítas, em Brasília.

Mística, lugar para o encontro e o diálogo inter-religioso – dias 21 e 22 de outubro. Seminário com a Dra. Franci Ronsi, na UNICAP.

Diversidade religiosa e Direitos Humanos – 22 e 29 de outubro, 8 às 12h. Participação no Curso de Extensão Direitos Humanos em Pauta, na UNICAP.

Diversos modos de crer: negritude, religião e democracia – 4 de novembro, 17h. Roda de diálogo na Semana de Consciência Negra, na UNICAP.

Diálogo e reconhecimento – dias 17 e 18 de novembro. Colóquio do Grupo de Pesquisa Religiões, Identidades e Diálogos, na UNICAP.

Teologia e diálogo Inter-religioso – dia 30 de novembro, 19h. Palestra na FAFICA, em Caruaru.

 

Participação em Comissões

O Observatório das Religiões no Recife, através de representações dos seus membros, participa ativamente de articulações e serviços, nacionais e regionais, de promoção do diálogo e do ecumenismo:

– Comitê Nacional de Respeito à Diversidade Religiosa da Secretaria de Direitos Humanos do Governo do Brasil, que inspira o Programa de TV e WEB Entre o Céu e a Terra. Participação de Rosália.

– Equipe de Reflexão da Comissão Episcopal de Comunidades de Base e Cristãos Leigos da CNBB.

– Comissão de Pastoral para Ecumenismo e Diálogo Inter-religioso da Arquidiocese de Olinda e Recife, que anima o Programa de Rádio Formação Cristã, às terças-feiras. Participação de Artur.

Fórum Diálogos – Associação civil para Promoção da Diversidade Religiosa em Pernambuco. Participação de Constantino.

Observatorio de la diversidad religiosa y de las culturas en América Latina y el Caribe.

 

Fonte: Observatório das Religiões no Recife

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.