Professor Saulo Feitosa realiza palestra na Unicap sobre o bem viver dos povos ameríndios

O campo religioso, em suas múltiplas interfaces com a cultura e a sociedade, apresenta-se como uma rica e complexa manifestação de fenômenos religiosos no Brasil. Múltiplos deslocamentos em espaços de tempo cada vez mais rápidos vão se configurando na atualidade. Um estudo crítico e sistemático das novas configurações e performances, no seio das tradições religiosas, constitui em um fenômeno social, exige o aporte multidisciplinar de diversas ciências. Os deslocamentos vividos no cenário religioso contemporâneo, na sua proporção planetária atual, certamente, irão marcar profundamente as suas novas configurações religiosas. Estamos vivendo, provavelmente, o maior movimento religioso, após a Reforma no século XVI, no acidente. E para compreendermos tais mudanças, as suas causas e consequências, é necessário manter uma relação entre as mudanças ocorridas na sociedade e a sua influência na constituição das comunidades religiosas, tendo em vista serem elas constituídas por sujeitos que vive.

É dessa forma que o Grupo de Pesquisa Religiões, Identidades e Diálogos, do PPGCR da Unicap, vem realizando pesquisas, atividades e reflexões, de modo que, nesta quarta-feira, 20 de março de 2019, às 9h, na sala 403 do bloco G4 da Universidade Católica de Pernambuco, realiza a Palestra O bem viver dos povos ameríndios: ensinamentos para habitar a casa comum. O Evento terá como palestrante o prof. Dr. Saulo Feitosa.

Saulo Ferreira Feitosa é especialista em Bioética, mestre em Ciências da Saúde e doutor em Bioética pela Universidade de Brasília (UnB). Mestre em História pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás. Estudou Odontologia na Universidade Federal de Alagoas e Teologia no Instituto Teológico do Recife – PE. Atualmente é professor do Curso de Medicina e do Curso de Licenciatura Intercultural indígena da Universidade Federal de Pernambuco, no Centro Acadêmico do Agreste. Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação Contemporânea da UFPE. Professor do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Bioética da Cátedra UNESCO de Bioética da Universidade de Brasília, desde 2007. Membro do Comitê de Ética em Pesquisa Envolvendo Seres Humanos, da UFPE. Presidente da Sociedade Brasileira de Bioética – Regional Pernambuco (2017-2019). Membro-Titular da Comissão Nacional de Política Indigenista do Ministério da Justiça no período de 2007 – 2016. Membro-Titular da Comissão Brasileira de Justiça e Paz da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) no período de 2007 – 2013. Membro do Conselho Indigenista Missionário entre 1984 e 2014. Desenvolveu atividades na área de formação e assessoria às comunidades e lideranças indígenas em várias regiões do Brasil.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.