A igualdade de gênero pode ser garantida em espaços públicos verdes

Parques verdes são como refúgios para as pessoas da cidade. Uma pausa na vida corrida dos centros urbanos, um encontro com a natureza, além de local de trabalho para ambulantes e pessoas que trabalham com reciclagem. Esses espaços são importantes para preservação de recursos naturais, além de garantir qualidade de vida. Por isso, é importante que todos e todas tenham acesso a locais públicos verdes e sintam-se acolhidos em um lugar que seja pensado para todos.

Com isso, o documento Parque para Todas e Todos – Sugestão para a implantação de parques urbanos com perspectiva de gênero, lançado pela UNOPS, organismo das Nações Unidas, e o Instituto semeia, foi produzido com o intuito de inspirar entidades dos serviços público e privado na construção de parques urbanos em que a perspectiva de gênero seja implantada no espaço ou na gestão do espaço.

O material projetado pela UNOPS foi traçado com objetivo de promover a melhoria na condição de vida das pessoas e ajudar os países a alcançarem a paz e o desenvolvimento sustentável, alinhado com os objetivos da Agenda 2030.

O documento explica que infraestruturas urbanas com olhar para o gênero inclinam-se para a promoção de espaços com mais qualidade, bem-estar e não há, obrigatoriamente, aumento de custos. Com a inovação e desenvolvimento dos parques, a população dos centros urbanos terá acesso a espaços naturais com espaços mais preparados para todas e todos.

A igualdade de gênero em espaços públicos verdes é abordada ressaltando a importância da existência de melhores condições de vida para mulheres e meninas, promovendo o empoderamento e combatendo as discriminações e violência de gênero, para que elas possam atuar na promoção do desenvolvimento sustentável.

O documento mostra, em suma, a importância e o impacto na sociedade que espaços sustentáveis e atentos a gênero podem trazer. Levando em conta, o trabalho para desenvolvimento dos parques, participação da população, a linguagem de inclusão e representatividade dentro dos parques, até os espaços e equipamentos usados por crianças, criados para favorecer a autonomia e a socialização entre eles.

.

📸: UNESCO

📝: Odara Hana

Deixe um Comentário