A violação de direitos humanos na pandemia

Uma das consequências da chegada da pandemia do Coronavírus no Brasil, foi o aumento significativo de denúncias de violação de direitos humanos. De acordo com Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, por dia, são feitas 155 denúncias no país.

Essas denúncias ligadas ao Coronavírus são, em sua maioria, ligadas à parte da população considerada socialmente vulnerável. Logo depois, pessoas com restrição de liberdade e pessoas idosas.
Restrição de acesso a serviços públicos, impedimento para trabalhar ou obrigação de trabalhar, violência institucional pela restrição de liberdade, aglomerações e falta de Equipamento de Proteção Individual (EPI), são considerados vulneráveis.

As denúncias vêm crescendo desde 2019, mas com a chegada da covid-19, doença causa pelo novo Coronavírus, a curva está crescendo colossalmente. As definições do grupo dependem da circunstância da denúncia. Agora, com a pandemia, tornam-se duplas as causas de denúncias: os vulneráveis em casa, com seus agressores, ou sendo forçados a trabalhar sem proteções necessárias, entre outras questões.

As denúncias podem ser feitas online pelo portal, ou pelo telefone Disque 100. Para os casos de violência contra mulher, o telefone é o Disque 180.

Texto: Odara Hana

 

Deixe um Comentário