Boletim Unicap

Unicap firma convênio inédito com escola francesa de engenharia

A Universidade Católica de Pernambuco e o Instituto Católico de Artes e Ofícios (Icam) firmaram, no início da noite desta segunda-feira (13), um convênio inédito de cooperação. A solenidade que oficializou o acordo reuniu gestores das duas instituições, além de professores e coordenadores de cursos do Centro de Ciência e Tecnologia da Unicap. A assinatura do convênio contou ainda com a presença do Reitor, Prof. Dr. Padre Pedro Rubens, e do diretor geral do Icam, Jean-Michel Viot.

Padre Pedro falou que iniciativas como esta fazem parte do processo de internacionalização da Unicap previsto no Planejamento Estratégico Institucional para o ano de 2025. “Um dos pontos do plano é a internacionalização que pretendemos fazer de forma diferente da lógica de globalização de mercado. Esta é uma parceria que se faz com base na proximidade entre duas instituições jesuítas”, destacou Padre Pedro.

Jean-Michel chamou a atenção para os critérios rigorosos adotados pelo Icam para firmar convênios desta natureza. “Levamos em conta o tipo de relação institucional que se quer construir, além do porte da cidade e sua forma de acolher”, disse o gestor francês, que está no Brasil pela primeira vez. “A assinatura desse acordo representa o início de uma agenda”, complementou Padre Pedro.

Icam – A instituição francesa fundada em 1898 por industriais e jesuítas capacita engenheiros para atuação em escala global visando o  desenvolvimento internacional. O Icam está presente em seis cidades da França (Lille, Toulouse, Nantes, Vannes, La Roche sur Yon, Paris-Sénart) e em países como Índia, Congo e Camarões.

A ideia da parceria com a Católica é desenvolver um intercâmbio estudantil e de pesquisa, além de projetos conjuntos. Um know-how que já é colocado em prática em outra instituição jesuíta brasileira, o Centro Universitário FEI, em São Bernardo do Campo, interior de São Paulo. Na Unicap o foco inicial é o curso de Engenharia de Produção.

O representante do Icam para relações com o Brasil, Victor Wuillaume, explica que a instituição francesa presta serviços a corporações com a mão de obra de estudantes que estão prestes a se formar. “São trabalhos desenvolvidos no 5º ano de Engenharia e que duram cinco meses. Para os estudantes é uma experiência profissional bem real porque trabalham para uma empresa, mas com a segurança de serem supervisionados por professores. Para o Icam é importante dar uma experiência profissional antes que o estudante entre no mercado de trabalho. E para as empresas representa menos custo e mais facilidade porque elas contam com a supervisão e qualidade do Icam”.

print

Compartilhe:

Deixe uma resposta