Trabalho do curso de Arquitetura e Urbanismo da Unicap finalista do 29º Opera Prima

Um projeto do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Católica de Pernambuco está entre os finalistas da 29ª edição do Opera Prima, que é considerado o mais prestigiado concurso nacional de trabalhos de conclusão de curso da área. Intitulado Nuvem Urbana: espacialidade em condições de limite, o projeto foi elaborado pelo aluno Mateus Araruna Gibson com orientação do professor Paes Barreto Barros.

Para participar do concurso, o trabalho tem que ter nota superior a 8,00. Eles são agrupados pelas cinco regiões do país, sendo cada uma com cinco finalistas, totalizando 25 selecionados. “É um feito extraordinário para nós e para a Universidade, considerando que no Brasil hoje existem mais de 800 escolas de arquitetura”, pontua Paes Barreto. Os organizadores esperam publicar os vencedores da etapa nacional do concurso ainda neste mês de março.

Ele destaca também a importância desta premiação para o início da carreira profissional. “Pode ser encarado como um cartão de visitas para o aluno se inserir no mercado de trabalho. A premiação num concurso dessa relevância, com um júri de renome nacional, traz uma exposição, reconhecimento e chancela profissional para o recém-formado”, analisa.

O estudo se debruça sobre as identidades arquitetônicas contrastantes de duas localizadas vizinhas na área Central da capital pernambucana: a comunidade do Pilar e o Bairro do Recife. A proposta é estabelecer um elo arquitetônico urbanístico funcional que permeie as duas localidades a partir de um edifício multiuso que contrasta com os que já existem.

“Diante da presença predominante de edifícios monofuncionais e a condição de limite identificada no território em que ela se insere, é estabelecido um objeto espacial que opõe-se à estas características. Um equipamento arquitetônico que desafia estas condições e força a nos questionarmos: “Quais são nossos limites reais?”, diz um trecho do resumo do trabalho.

print

Compartilhe:

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.