Tania Bacelar lança livro sobre Socioeconomia pernambucana

Organizado pelos economistas Tania Bacelar e Tarcísio Patrício de Araújo, o livro Socioeconomia pernambucana: mudanças e desafios, que será lançado pela Cepe Editora na quinta-feira (27), às 19h, na Academia Pernambucana de Letras, reúne ensaios técnicos de 21 especialistas que ajudam a compreender a trajetória de desenvolvimento percorrida ao longo dos anos iniciais do século XXI, as principais transformações e os impactos causados pela crise. A obra, que chega na perspectiva de contribuir para novas agendas de crescimento social e econômico, é apresentada pelo consultor e ex-secretário de Planejamento do Estado João Recena. “Esse livro foi escrito para ser lido por quem acredita que o liberalismo econômico puro e simples não vai resolver, por si só, a miséria e as desigualdades de uma região como a nossa”, destaca.

Em 317 páginas, o livro traz a análise de Leonardo Guimarães Neto e Fábio Lucas de Oliveira (A dinâmica da economia e as transformações relevantes); de Jorge Jatobá e Juliana Bacelar de Araújo (Dinamismo, crise e transformações no mercado de trabalho); Paulo Ferraz Guimarães e Valdeci Monteiro dos Santos (Dinâmica dos investimentos na economia de Pernambuco: 2000-2017); de Olímpio José de Arroxelas Galvão (O comportamento do comércio internacional); de José Geraldo Eugênio de Franca e Múcio de Barros Wanderley (Agropecuária em Pernambuco: a trajetória recente e perspectivas); de Ana Cristina Fernandes e Aldemir do Vale Souza (Inovar, para quê? Trajetória recente da oferta e demanda por inovação na indústria pernambucana); de Aristides Monteiro Neto (Gestão pública e situação fiscal: capacidades, limitações e desafios – 2000/20016); Rayane de Lima Andrade e Francisco Jatobá (Dimensão social no Pernambuco do século XXI: vulnerabilidades, tensões e desigualdades); de Tarcísio Patrício de Araújo e Roberto Alves de Lima (Educação em Pernambuco: Trajetória recente, percalços avanços); de Osmil Galindo e Geraldo Marinho (Dinâmica territorial nas regiões de desenvolvimento); de Francisco Saboya e Emanoel Querrete (Porto Digital: Uma plataforma para a nova economia de Pernambuco) e de Tania Bacelar, que assina o ensaio O desenvolvimento socioeconômico de Pernambuco no início do século XXI: a propósito de síntese.

Em sua análise, Tania Bacelar destaca o papel estratégico da educação – “e está desafiada a ser um dos lastros centrais de um novo momento, tendo concomitantemente que inovar, buscando, entre outras mudanças, sintonia com os novos paradigmas do mundo digital” – mas indica para a necessidade do modelo se reinventar. “Pernambuco, ao se industrializar no período recente, por exemplo, atraiu a indústria do petróleo e gás e a automotiva, mas elas são símbolo do século XX. Como avançar na indústria 4.0 e nas demais atividades que marcarão o século XXI?”, questiona ao mesmo tempo em que atenta que a construção de uma sociedade menos desigual deve observar os recortes de gênero, raça, geração e outras expressões da diversidade da população. “O desenvolvimento de movimentos identitários, em especial, as feministas e raciais, traz uma nova para o Estado e para a sociedade. Questões como inclusão social, equidade e empoderamento colocam novas lentes para a análise dos fenômenos da violência e da desigualdade social (…). Desafios importantes e estimulantes”, conclui.

 

Serviço:

Lançamento do livro Socioeconomia pernambucana: mudanças e desafios

Data: 27.09.2018, quinta-feira

Horário: A partir das 19h

Local: Academia Pernambucana de Letras

Endereço: Avenida Rui Barbosa, 1.596, Graças

Preço do livro: R$ 50,00 (livro impresso) e R$ 15,00 (E-book)

print
Compartilhe:

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.