Projeto de extensão do curso de Fonoaudiologia dá dicas de saúde vocal para professores

Por Bernardo Sampaio – estagiário do curso de Jornalismo

A mudança das aulas para o meio remoto exigiu (e exige) um reforço extra na saúde vocal dos professores. Diante desta nova realidade, o curso de Fonoaudiologia desenvolve o projeto de extensão A Vez da Voz, que tem como objetivo beneficiar a saúde vocal de quem a usa profissionalmente e que tenha algum desconforto por isso.  

A idealizadora do projeto e coordenadora do curso de Fonoaudiologia da Unicap, professora Conceição Silveira, conta que a iniciativa surgiu a partir das queixas dos professores, com relatos sobre desgaste da voz, cansaço físico e rouquidão. O projeto, rebatizado de A Voz que Ensina, conta com a colaboração dos alunos da disciplina de Estágio em Saúde Coletiva I.

No atual cenário de aulas remotas, o projeto selecionou dicas preventivas. Segundo Conceição, as queixas podem se dar pelo fato da ausência do “olho no olho”, levando a um maior volume, com maior intensidade no aparelho fonador e no corpo como um todo. “É como se eu levasse tudo para o meu aparelho fonador para compensar”, comenta.

Conceição também falou sobre as limitações da comunicação, lembrando que “a ferramenta que nós temos para transmissão são a voz e as expressões faciais. Só temos esses dois recursos para comunicar remotamente”, analisa ao apontar as causas do cansaço entre os professores. Veja as dicas preventivas do projeto ilustradas por Java Araújo.

print

Compartilhe:

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.