Projeto da Unicap está entre os vencedores do Programa Centelha PE

Os professores dos cursos de Psicologia, Veronique Donard, e de Jogos Digitais, Breno Carvalho, tiveram um projeto aprovado no Programa Nacional de Apoio à Geração de Empreendimentos Inovadores em Pernambuco (Centelha-PE). Eles irão desenvolver uma plataforma online para reabilitação cognitiva usando técnicas de Inteligência Artificial, Machine Learning e Eyes-tracking.

Breno conta que o projeto surgiu a partir de uma parceria entre a Agência Experimental de Jogos Digitais (Combogó) e um projeto da professora Véronique, que contou com a participação de alunos das duas graduações. “Já temos um protótipo, mas que precisa de ajustes e de implementar algumas tecnologias a exemplo do Eyes-tracking”, pontua.

Véronique relembra que eles começaram a trabalhar no desenvolvimento do aplicativo em 2016 enquanto ela já elaborava estudos no Laboratório de Ciberpsicologia da Unicap. “Nessa época, eu já acolhia estudantes do Pibic e da pós-graduação (mestrado em Psicologia) que trabalhavam as questões digitais e a utilização de jogos digitais na clínica terapêutica”, conta ela mencionado o projeto principal intitulado Jogos Digitais como Mediação nos Processos Clínicos e seus subprojetos.

Foto: Tom Cabral/Revista Algo Mais

Um desses subprojetos contou com a participação das egressas Bárbara Alves e Árthemys Aires, alunas de Iniciação Científica, bolsistas do CNPq e Unicap. De acordo com Véronique, o aplicativo pensado no projeto de pesquisa chegou a ser apresentado em congresso internacional no Canadá. “A ideia agradou os especialistas presentes e rendeu um projeto de parceria com o Scalab da Université Lille 3.

“Quando vi que grandes especialistas franceses achavam que o jogo tinha futuro, comecei a pensar que valesse a pena desenvolver a nível profissional”, detalha Véronique. Foi aí que surgiu a ideia de participar do Centelha PE. A aprovação no edital vai permitir a criação de uma empresa startup, o que vai possibilitar uma melhor operacionalização, assim como contatos com outros parceiros.

A expectativa da equipe é de que seja oferecida uma plataforma com outros jogos de reabilitação cognitiva. “Vamos propor um painel de jogos para que o profissional reabilitador possa utilizar a plataforma em suas sessões. Isso vai lhe permitir visualizar melhor as dificuldades do paciente, e lhe ajudar a propor os exercícios adequados para a reabilitação de seus processos cognitivos, de forma personalizada e eficaz”, diz Véronique. Veja aqui um vídeo sobre a iniciativa.

Centelha-PE – Ao todo, 28 projetos foram habilitados para contratação no estado pelo Edital 08/2019, que está sendo executado pela Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (Facepe). No total, os recursos destinados aos projetos são de R$ 1,65 milhão, sendo maior parte (R$ 1.110,000) do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT/Finep) e o restante (R$ 555 mil) por meio do Programa de Atendimento à Demanda das Empresas por Estudos e PesquisasGeradores de Inovação, provenientes da contrapartida da Facepe.

A iniciativa é promovida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), operada pela Fundação CERTI e, em Pernambuco, é executada pela Facepe.

print

Compartilhe:

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.