Professor da Universidade de Hannover integra banca do curso de Arquitetura da Unicap

Este ano, pela primeira vez, a defesa de trabalho de conclusão de curso da turma de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Católica contou com uma banca internacional, formada pelo Victor Sardenberg,  pesquisador e professor da Universidade de Hannover, na Alemanha e arquiteto com especialização em robótica e universo digital. Sardenberg esteve na Unicap em 2014, em um workshop sobre desenho paramétrico, a convite de Ana Luisa Rolim, professora do curso de Arquitetura e orientadora do trabalho de Vinícius Lemos Santos.

“Eu acredito que essa tenha sido a primeira experiência internacional de banca em graduação, aqui na Unicap. Isso é muito importante para o nosso curso porque, além de ser um marco para gente,  se alinha com a ideia corrente, porque acho que em 2020 haverá muitas novidades na Unicap sobre internacionalização. Então, a gente abriu uma porta com essa universidade da Alemanha, e acredito que outras virão pela frente. O feedback foi muito positivo, o professor se mostrou aberto a falar de futuras oportunidades. Foi muito rico, todo mundo gostou muito. O funcionamento foi impecável; conexão e equipamento. O Dom Helder deu um show no quesito de estrutura”, contou Ana Luisa Rolim.

O projeto do concluinte Vinícius Lemos, intitulado: “Inauditos: Estrutura alternativa para a manifestação musical”, refere-se à música como um poder de engajar pessoas e ampliar experiências, onde há uma variedade de festivais de músicas no cenário local do Recife, como, por exemplo, o Molotov, o Rec Beat e a Mimo, mas que não são feitas uma estrutura de palco específica, que seja tão personalizada quanto o próprio evento. “O Molotov  é um evento altamente interessante, específico e ecológico, então por que a gente tem que continuar usando essas estruturas modulares, burocráticas, que são pré fabricadas, independente do evento? Já que é uma experiência única, porque eu não posso oferecer também uma estrutura única, mais especializada, com mais expressão plástica e mais eficiente do ponto acústico, que é uma parte específica para essas experiências coletivas”, relatou a professora Ana Luisa.

 

print
Compartilhe:

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.