Pesquisadores da Unicap adaptam rotina em intercâmbio na França

O avanço da pandemia do novo coronavírus pegou de surpresa dois pesquisadores da Unicap na Europa. Klayne Kattiley e Rodrigo Roma são estudantes do Mestrado em Engenharia da Católica e estão realizando parte dos trabalhos na unidade da cidade de Nantes do Institut Catholique d’Arts et Métiers (Icam), da França. Ambos ingressaram na instituição parceira neste ano e, no dia 13 deste mês, receberam o comunicado de suspensão das atividades nos espaços físicos da tradicional escola de engenheira. Em conversa com o Boletim Unicap, os pesquisadores revelam que, apesar da surpresa, continuam realizando suas atividades e descobrindo outras – como aulas virtuais de francês – neste período de quarentena.

O mestrando Rodrigo Roma revelou que foi lhe dada a oportunidade de retornar ao Brasil, mas que negou a proposta por questões de saúde. “Acredito que, por enquanto, eu esteja mais seguro aqui do que se eu voltar para Recife, enfrentando alguns voos e aeroportos. As medidas de isolamento aqui são rígidas, mas os cidadãos estão seguindo. Acredito que atingiremos a normalidade em breve”, disse. Seu objetivo na França é ter uma experiência acadêmica internacional em uma instituição de referência, como o Icam, ampliar o networking e melhorar a fluência em inglês e francês.

“Minha pesquisa foi pouco afetada pois estou estudando modelos numéricos em elementos finitos. Basicamente, só preciso de computador e acesso à internet”, disse, revelando que mantém sua rotina de trabalho das 8h às 17h, entre intervalos para exercícios no jardim e no quarto, dentro do alojamento para estudantes do Icam, em Nantes. A rotina acadêmica de Rodrigo se mantém graças à tecnologia: suas aulas e sua rotina no aprendizado de idiomas não parou em virtude ao Hangout – ferramenta de comunicação de videoconferência. Apesar de ter aulas de francês pela mesma ferramenta, Klayne Kattiley foi mais prejudicada pela quarentena, pois, seu projeto depende de testes em laboratório.

“No meu caso especificamente o projeto é experimental e envolve testes em laboratório, que no momento não podem ser realizados”, lamentou Klayne. “Algumas atividades online estão sendo desenvolvidas, estou atualmente trabalhando na parte escrita do trabalho e tendo aulas de francês por meio digital, além disso estou torcendo para que ainda seja possível a realização dos testes em laboratório , quando tudo voltar ao normal”, completou a pesquisadora. Mesmo com a nova realidade, Klayne ainda aposta que as medidas restritivas, como a quarentena decretada pelo governo francês como medida de contenção à propagação do novo coronavírus, surtirão efeito.

“Não tive como conhecer praticamente nada na França e nem na Europa como um todo, mas os planos continuam de pé. Não gostaria de voltar e ficar com a sensação de que a experiência ficou inacabada, tanto a experiência pessoal como a acadêmica”, disse a pesquisadora. “Estamos em confinamento desde o dia 16 de março e seguindo medidas rigorosas. O contato com as demais pessoas está sendo evitado o máximo possível e só é possível sair para realizar compras de extrema necessidade. O momento é de ter paciência e tranquilidade para aguardar tudo passar”, disse, confiante.

Parceria – No Recife, o tradicional Institut Catholique d’Arts et Métiers (Icam), da França, possui, em parceria com a Católica, a Unicap-Icam International School. O Icam possui cinco unidades na França nos campis de Lille, Paris, Nantes, Bretagne, Vendée e Toulouse. Além da parceria com a Unicap, no Brasil, a instituição possui três campis no continente africano: Douala, em Camarões, Kinshasa, na República Democrática do Congo, e Point-Noire, no Congo. Na Ásia, a instituição está presente em Chennai, na Índia. Atualmente, os cursos da Unicap-Icam, a graduação em Engenharia da Complexidade, e a Pós-Graduação em Tecnologias do Design, continuam com suas atividades virtualmente também em combate à proliferação do coronavírus.

print

Compartilhe:

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.