Mestre Corisco realiza intercâmbio cultural na Suíça

Funcionário da Católica há 36 anos, o mestre de capoeira José Olimpio Ferreira da Silva, mais conhecido como Corisco, embarca nesta quarta-feira (26) para as cidades de Basel e Bern, na Suíça, onde passará as próximas três semanas. A viagem é fruto de um intercâmbio cultural que existe entres grupos de capoeiristas dos dois países. “Desde 1996 existe esse grupo lá na Suíça, temos muitos alunos lá e já tínhamos esse contato. Por isso, já fizemos várias viagens para fazer esse intercâmbio. E, desde 2015, essa atividade ficou mais intensa, um ano eles vêm para cá e no outro ano eu vou para lá”, conta o mestre.

Na Unicap, o Grupo de Capoeira Chapéu de Couro é vinculado à Pró-reitoria Comunitária e existe como uma atividade de extensão da instituição. Mestre Corisco avalia a implementação do grupo, ainda na década de 80, como extremamente importante para o fortalecimento da capoeira no nosso estado. “36 anos atrás, quando se reconhecia pouco a capoeira no Brasil de um modo geral, e aqui no estado também, a Católica abriu esse espaço”, reflete.

Para José Olimpio, a viagem ao país europeu é carregada de enorme responsabilidade, uma vez que está levando para fora do país uma das expressões culturais que compõem a essência histórica do Brasil. “A gente vai lá muito mais do que dá pernada, ensinar o berimbau ou falar um pouquinho do folclore ou de uma história estacionada. A gente vai levar um Brasil que está respirando, que está vivo, que está em busca de caminhos e a capoeira é uma forma da gente trazer essa identidade, trazer essa força”, garante o professor, enfatizando que o intercâmbio é, no fundo, uma valorização da experiência humana.

 

print
Compartilhe:

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.