Inovação no ensino e homenagens a coordenadores no encerramento da 5ª Jornada Unicap Comunitária

A preparação para o início do ano letivo movimentou professores e funcionários durante os dois dias de programação da 5ª Jornada Unicap Comunitária. Este ano, o evento teve como tema Inovação com Impacto Sociomabiental. A palestra principal foi proferida na manhã desta sexta-feira (8) pela Profª Drª Cinthia Bittencourt, que atua no setor responsável pela condução dos processos de inovação pedagógica da PUC-PR. Ela falou sobre aprendizagem e organização curricular por competências. “A pessoa tem que mobilizar saberes, transferir saberes e integrar saberes: o saber de conteúdo, o saber ser e o saber fazer. Tudo isso para resolver famílias de situações-problema”, disse ela ao explicar o conceito de competência baseado na teoria do canadense Gerar Scallon.

Fotos: Carla Siqueira

Depois de um debate com a participação dos professores, a programação contou ainda com apresentações de cases de inovação pedagógica em cada um dos centros acadêmicos da Unicap. A mediação foi do jornalista da Assecom Daniel França. Pelo Centro de Ciências Jurídicas, a Profª. Drª Karina Nogueira Vasconcelos falou sobre a mediação humanista visando a solução de conflitos. De acordo com ela, essa etapa na formação dos alunos trabalha vivências capazes de promover uma compreensão profunda sobre a dinâmica do mediador na solução de conflitos a partir de temas como cultura de paz, comunicação não violenta e gramática das emoções.

O Prof. Dr. Sérgio Sezino, de Centro de Teologia e Ciências Humanas, contou a experiência prática da disciplina de humanismo e cidadania. Nas atividades, as turmas vão à comunidades, instituições ou vistam projetos desenvolvidos por ONGs nos quais vivenciam diversas realidades sociais. A iniciativa é fruto de parceria com o Instituto Humanitas Unicap (IHU). O projeto piloto envolveu turmas da manhã de todos os cursos da Unicap e a perspectiva é de que seja ampliado em 2019.

O viés humanista também deu o tom do case do Centro de Ciências Biológicas e Saúde (CCBS). O Prof. Dr. Álvaro Vieira de Melo falou sobre o uso de técnicas de dramatização do aprendizado e simulação de casos clínicos. Uma metodologia que se utiliza das emoções e princípios da neurociência para fixar o conteúdo adquirido pelos alunos.

E foi justamente no conceito de residência médica que o Centro de Ciência e Tecnologia (CCT) se inspirou. O Prof. Dr. Fernando Wanderley explicou as características da chamada Engenharia de Software. São projetos reais de desenvolvimento de softwares em ambientes reais e “mentoriados”. A iniciativa é voltada para os alunos que estão perto de se formar. A metodologia concebida a partir do Problem Based Learning traz empresas para dentro da Universidade com o objetivo de encontrar soluções ao seu desenvolvimento tecnológico.

Se o CCT traz empresas para os laboratórios da Unicap, o Centro de Ciências Sociais faz o caminho inverso indo até as organizações. Foi o que aconteceu com o Summer Experience, parceria entre os cursos de Jogos Digitais e Ciências da Computação e a Accenture. O Prof. Dr. Anthony Lins contou que durante duas semanas, os alunos fizeram imersão com as novas tecnologias da empresa instalada no Porto Digital. Visualização e análise de dados, design think, Story Telling foram algumas das técnicas usadas na busca por soluções para problemas reais colocadas pela Accenture. Os estudantes participaram de uma espécie de gincana organizados em 22 torres de computação e oito de jogos digitais distribuídos em quatro grupos mesclando alunos dos dois cursos. Pelo menos sete alunos desse grupo foram selecionados para contratação.

Coordenadores – A manhã de hoje (8) também foi reservada para a apresentação dos novos coordenadores de curso. São eles Profª Drª. Véronique Donard (Pós-graduação em Psicologia Clínica); Profª Drª Alzirinha Rocha de Souza (Mestrado em Teologia); Prof. Msc. Jarbas Espíndola (Jogos Digitais); Prof. Dr. Thales Castro (Ciência Política); Prof. Dr. Stéfano Gonçalves Régis Toscano (Direito); Prof. Dr. Antonio Coutelo de Moraes (Letras); Profª Msc Maria do Carmo Sousa Motta; e o Prof. Dr. Tiago Feitosa de Oliveira (Medicina). Em tom de reconhecimento pelo trabalho desenvolvido nos últimos anos, o Reitor e os Pró-reitores fizeram questão de homenagear os coordenadores antecessores presenteando-os com uma xilogravura de J. Borges.

O Pró-reitor Comunitário, Prof. Dr. Pe. Lúcio Flávio Cirne, agradeceu a participação da comunidade acadêmica nos eventos da Jornada. “Os debates e as reflexões dos funcionários e professores demonstraram que a inovação com impacto sociolambiental, além de ser uma realidade em muito dos nossos setores administrativos e centros acadêmicos, é uma ideia coletiva que a comunidade universitária construiu nestes dias e que deverá ter continuidade e aprimoramento no cotidiano das nossas práticas. A integração do corpo docente e funcional, e adesão em torno da proposta da jornada, foram pontos de grande relevância desta jornada. Por fim , quero agradecer a participação e colaboração de todos(as) , especialmente ao trabalho competente e harmonioso da comissão organizadora.”

print

Compartilhe:

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.