IBDFAM-PE e Tribunal de Justiça de PE firmam convênio de cooperação

Com informações da Assessoria de Comunicação do TJPE 

O chefe do Judiciário estadual, desembargador Adalberto de Oliveira; a presidente da Seccional Pernambuco do IBDFAM, Maria Rita Oliveira; e o diretor-geral da Esmape, desembargador Jones Figueirêdo. (Fotos: Antônio Santos | Ascom TJPE)

A seccional Pernambuco do Instituto Brasileiro de Direito de Família (IBDFAM) e o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) firmaram um convênio de cooperação técnico-científica na área de ensino por meio da Escola Judicial (Esmape). O objetivo da parceria é realizar, no período de dois anos prorrogáveis, atividades voltadas ao desenvolvimento acadêmico do Direito de Família e Sucessões. O IBDFAM-PE é presidido pela professora do curso de Direito da Unicap, Drª Maria Rita de Holanda.

Em reunião realizada no Palácio da Justiça, no Recife, representantes das instituições parcerias realizaram a assinatura do documento que formaliza o convênio. Além de Maria Rita, participaram do encontro o presidente do Poder Judiciário estadual, desembargador Adalberto de Oliveira Melo; o diretor-geral e o supervisor da Esmape/TJPE, respectivamente, desembargador Jones Figueirêdo e juiz Saulo Fabianne.

“O TJPE, a Esmape e o IBDFAM têm atuado de forma conjunta, contribuindo para o desenvolvimento do Direito nos campos de Família e Sucessões. A formalização deste convênio reforça a importância das matérias, trazendo benefícios para a formação de magistrados e servidores e, consequentemente, para a atuação junto à sociedade, principal interessada nos avanços do Poder Judiciário”, declarou o presidente do Tribunal, desembargador Adalberto de Oliveira Melo.

O presidente do TJPE, desembargador Adalberto de Oliveira, assinando convênio de cooperação técnico-científica com a IBDFAM (Reportagem: Francisco Shimada | Ascom TJPE)

Também presidente da Comissão de Magistrados de Família do IBDFAM Nacional, o diretor-geral da Esmape/TJPE, desembargador Jones Figueirêdo, enalteceu a formalização do convênio. “A Escola Judicial em parceria com o Instituto Brasileiro de Direito de Família, por sua Seccional de Pernambuco, otimiza ampliar o debate da doutrina do Direito de Família e do Direito das Sucessões destinado à comunidade jurídica a partir dos juízes e dos servidores e também daqueles que integram o IBDFAM. Trata-se de um convênio que significa mais um incremento no quer diz respeito à oferta de uma produção científica compartilhada. O IBDFAM em Pernambuco congrega um grande número de doutrinadores respeitados, de sorte que é um momento muito importante para as duas instituições”, afirmou o decano do TJPE, desembargador Jones Figueirêdo.

“Desde que nós instalamos o IBDFAM aqui em Pernambuco, com o primeiro presidente, na época, o desembargador Eduardo Sertório, nós temos realizado parcerias. Poder andar com representantes da magistratura na atualização do Direito de Família, a partir da formalização deste convênio, é importantíssimo. Esse é um intercâmbio absolutamente necessário para a atualização de todos”, lembrou a presidente do IBDFAM-PE, a professora Maria Rita Oliveira, ao informar que o seminário Diálogos de Família e Sucessões será um dos eventos realizados a partir do convênio com a Esmape/TJPE.

print

Compartilhe:

Deixe um comentário