Fórum Sobre Questões do Envelhecimento abordou convívio social com a pessoa idosa

O Fórum sobre Questões do Envelhecimento realizou nesta terça-feira (11) uma live com o tema “ A pessoa idosa em convívio social”. O evento contou com a coordenação do professor da Unicap João Luiz Correia e participação da professora do Programa de Pós-graduação em Psicologia também da Unicap, Cristina Maria de Souza, da assistente social do CAPS Acolher, Maria de Fátima de Oliveira, e da fonoaudióloga e coordenadora do curso de Fonoaudiologia, Maria da Conceição Silveira, que trouxeram algumas reflexões sobre a intergeracionalidade, durante às 2h30  de live, que teve a participação de cerca de 50 espectadores.

Os primeiros aspectos abordados pela professora Maria Cristina foram sobre os ramos das relações de intergerações, aplicadas tanto na família, trabalho e até na comunidade, com o objetivo de trazer causas e consequências, para o afastamento de pessoas de diferentes gerações, além de ressaltar os impactos negativos dessas separações e a importância da troca de conhecimentos adquiridos em gerações distintas.

Em sequência, a assistente social Maria de Fátim, trouxe a questão das políticas públicas, analisando o que precisa melhorar para um melhor entendimento das gerações.  Com expectativa de vida cada vez maior, o número de pessoas de diferentes gerações tende a crescer. Fortalecer os vínculos é importante para acabar com preconceitos  que possam ocorrer em busca de uma sociedade humanamente mais saudável, compreendendo melhor os diferentes períodos da vida. Dessa forma, as políticas públicas que reforcem essa interação são necessárias.

A live trouxe reflexões muito importantes sobre respeito, educação e solidariedade para com as diferentes gerações, derrubando preconceitos de uma sociedade consumista e contribuindo para o entendimento do próprio envelhecimento. As interações de troca entre gerações são fundamentais para ambos, diminuindo a sensação de solidão e trazendo conhecimento.

print

Compartilhe:

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.