Filósofo Marco Casanova participa de seminário promovido pelo Laclifep

A Universidade Católica de Pernambuco, por meio do Laboratório de Psicologia Clínica Fenomenológica Existencial e Psicossocial – Laclifep, realizou na quinta-feira (11) e sexta-feira (12), o seminário “Diferença, desterro e desterritorialização: A psicologia para além das malhas de poder e imersas na identidade”, tendo o Prof. Dr. Marco Casanova, filósofo da Universidade Estadual do Rio de Janeiro como palestrante. O evento teve o objetivo de proporcionar crítica e compreensão do que seria psicologia clínica por meio de uma discussão com a filosofia. O debate foi promovido para os alunos de Mestrado e Doutorado em Psicologia.

A intenção foi pensar no impacto da Fenomenologia, Hermenêutica e Filosofia da Diferença no ramo da Psicologia, Psiquiatria e Psicanálise dando um novo olhar para Psicologia com fundamentos na Filosofia. O seminário apresentou dos elementos centrais e os fundamentos de cada uma dessas correntes que tiveram enorme influência na psicologia, psiquiatria e psicanálise. O professor Marcos Casanova explica que, nos dois dias do encontro, articulou as ideias centrais das principais fontes da tradição Fenomenológica e Filosofia da Diferença. Na Filosofia da Diferença, foquei em Deleuze por se tratar de uma pessoa muito importante na psicologia. Neste sentido o seminário tem uma relevância porque abrange todo um campo alternativo de ligação da filosofia e psicologia”. Além disso, Casanova focou bastante em Nietzsche.

Suas apresentações promoveram uma reflexão, que fez os alunos pensarem fora da caixa, abrindo um leque maior no conhecimento dos particpantes. A coordenadora de Pesquisa da Unicap e professora do Programa de Pós-Graduação em de Psicologia, Carmem Barreto, destaca que o seminário “permitiu compreender a existência e condição humanas, saindo das gavetinhas que a psicologia coloca. Além de proporcionar fazermos críticas e ampliar a compreensão do que seria psicologia e do que seria clínica”.

A aluna do Mestrado em Psicologia Rafaela Santos ressaltou que uma das relevâncias do seminário foi convocar os participantes para pensar. “Saímos da nossa zona de conforto para termos um pensamento do que ocorre no mundo, aprofundando e nos fazendo pensar na nossa atuação profissional. Diante dos desafios contemporâneos, como nós, enquanto psicólogos, podemos nos posicionar diante das coisas que têm surgido, que são próprias da contemporaneidade?”.

print
Compartilhe:

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.