Filme de Leo Tabosa premiado em festival de cinema no RS

O curta-metragem Nova Iorque, do pernambucano e produtor cultural da Unicap, Leo Tabosa, foi o grande vencedor do Festival Santa Cruz de Cinema (RS). A cerimônia de premiação, realizada na última sexta-feira (25), consagrou a obra nas categorias de Fotografia, Direção e Melhor Filme.  Além do troféu Tipuana, o filme recebeu o prêmio de R$ 10 mil, oferecido pelo Sesc/RS e R$ 15 mil em locação de equipamentos.

O filme conta, em uma mistura de drama com fantasia, a relação de Leandro, com sua professora, interpretada por Hermila Guedes, no Sertão Pernambucano. O prêmio de melhor filme foi entregue pelo cineasta Jorge Furtado que foi homenageado pelo Festival pela longa trajetória de contribuição ao cinema brasileiro.

Nova Iorque é uma produção da Pontilhado Cinematográfico, em parceria com a Universidade Católica de Pernambuco e com patrocínio do Armazém Coral, através da Lei Federal de Incentivo à Cultura. O filme estreou em janeiro de 2018, na Mostra de Cinema de Tiradentes (MG). Desde sua estreia o média-metragem circulou em mais de 50 festivais de cinema e recebeu um total de 20 prêmios.

Fotos: divulgação

Leo Tabosa também assina o roteiro e direção do filme Marie, que rodou em janeiro deste ano, na cidade de Congo, Paraíba. Depois de estrear e ser consagrado no 47ª Festival de Cinema de Gramado, onde recebeu quatro Kikitos nas categorias Júri da Crítica, Melhor Ator, Prêmio Especial do Júri para Wallie Ruy, Prêmio Especial do Júri de Atriz para Divina Valéria e o Prêmio Canal Brasil de Curtas, foi exibido no 29º Cine Ceará – Festival Ibero-Americano de Cinema, onde venceu na categoria de Melhor Filme e agora prepara-se para estrear na França e Itália.

No Brasil continua sua carreira pelos festivais e no mês de novembro participará do XV Panorama Internacional Coisa de Cinema (Salvador / BA); 29ª edição do Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro – Curta Cinema 2019 (Rio de Janeiro / RJ); 6ª Mostra de Cinema de Gostoso (São Miguel do Gostoso / RN); 27º Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade (São Paulo / SP) e 14º Encontro Nacional de Cinema e Vídeo dos Sertões (Floriano / PI).

Marie também é uma produção da Pontilhado Cinematográfico, com apoio da Universidade Católica de Pernambuco, patrocínio do Armazém Coral, através da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

print
Compartilhe:

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.