Feira da Reforma Agrária de volta à Unicap

A Feira da Reforma Agrária está de volta ao campus da Unicap. Fruto de parceria entre o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MTRST) e o Instituto Humanitas Unicap (IHU), a feira comercializa frutas, verduras, legumes e outros itens da produção de assentamentos e acampamentos do Estado. De acordo com os organizadores. a iniciativa tem o intuito de dialogar com a sociedade sobre a produção de alimentação saudável em transição agroecológica e a cultura camponesa.

Foto: Bruno Queiroz

Doces e queijos da culinária regional também fazem parte do catálogo de produtos. A feirante Maria de Oliveira traz à venda suas frutas e verduras para obter uma renda a mais e se sente realizada. “A feirinha aqui pra mim é uma coisa incrível, muito boa. Me sinto feliz em poder estar aqui vendendo minhas frutas”, disse a comerciante Maria de Oliveira ao comemorar a renda extra.

Foto: Bruno Queiroz

Além de movimentar a produção dos feirantes, a realização da feira no campus da Unicap representa praticidade para professores, alunos, funcionários e a comunidade que circula pela Unicap. “Os vendedores trazem produtos de uma ótima qualidade. A gente sabe da procedência. Além de comprarmos os produtos, contribuímos também com essa ação social que traz um impacto positivo para eles”, afirmou a Prof. Paula Maciel, coordenadora do curso de Arquitetura e Urbanismo, enquanto escolhia legumes.

Foto: Bruno Queiroz

“Essa feirinha foi ótima pra gente deixar o atravessador de lado. O principal foco dessa feira é a gente trazer os produtos da gente direto da propriedade para o consumidor. Os nossos clientes nos ajudam bastante porque quando compram diretamente da gente o lucro passa a ficar todo com o produtor, o que valoriza a nossa produção. E o cliente tem em troca produtos de qualidade, sem conservantes, sem agrotóxico, tudo novinho”, contou o produtor rural Silvano Carlos.

 

print
Compartilhe:

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.