Boletim Unicap

Fasa apoia cinco projetos de extensão da Unicap

As ações de Extensão da Universidade Católica de Pernambuco ganharam um importante reforço neste semestre. A Fundação Antônio dos Santos Abranches (Fasa) lançou um edital de fomento a projetos nesta área e cinco deles foram selecionados. São atividades desenvolvidas por professores e alunos da Unicap que já estão fazendo a diferença na sociedade.

Érica BabiniUm deles está sendo colocado em prática pelo grupo de pesquisa do curso de Direito Asa Branca. Um Case com Fanzine está trabalhando com 38 adolescentes entre 15 e 17 anos que estão cumprindo medidas socioeducativas no Centro de Atendimento Socioducativo Santa Luzia, no bairro do Engenho do Meio, no Recife.

“Trabalharemos questões ligadas à inclusão, direitos humanos, a gênero e à autoestima. Essas meninas são estigmatizadas e isso fragiliza a identidade delas. A ideia é desconstruir isso”, explica a coordenadora do projeto, a professora Érica Babini.

O projeto está organizado em dois momentos. O primeiro é o período da sensibilização no qual serão criadas oficinas com teatro, música, dança, cinema e roda de diálogo. O outro é o desenvolvimento dos fanzines explorando a interpretação dessas adolescentes sobre as questões abordadas.

Fanzine é uma técnica precursora do gibi. A professora Érica conta que a ideia de utilizar a técnica partiu do aluno de Direito e integrante do projeto João Abelardo. Além dele, outros cinco estudantes da Católica participam deste projeto de extensão que terá quatro meses de duração. O resultado poderá ser visto numa exposição a ser coloca em cartaz no campus da Unicap.

INTEGRANDO SABERES

Um outro projeto que tem adolescentes como público-alvo é o Integrando Conhecimentos e Promovendo Ações de Cidadania. Coordenada pelas professoras do curso de Serviço Social Valdenice José Raimundo e Sandra Karla Lima, a ação está em seu segundo ano (sendo o primeiro com recursos da Fasa) atendendo a 60 estudantes de 10 a 14 anos do Liceu Nóbrega. “Este ano a demanda cresceu tanto que já temos uma fila de espera com 30 alunos”, disse Valdenice.

Valdenice Serviço SocialO projeto articula os diversos cursos da Unicap. O conteúdo é formatado a partir de demandas sugeridas por gestores, professores, alunos e pais do Liceu Nóbrega. São oficinas culturais e rodas de diálogos que debatem sobre drogas, direitos humanos.

O enfrentamento ao crack, por exemplo, foi abordado a partir de um game lúdico desenvolvido pelo curso de Jogos Digitais. Já a educação financeira juvenil foi tema de uma oficina promovida pelo curso de Administração.

Há também a participação de grupos externos à Unicap. O Cores do Amanhã trabalhou a cultura de paz se utilizando da técnica da grafitagem. “É um jeito criativo de trabalhar e os alunos estão vibrando. O apoio financeiro da Fasa tem sido fundamental para desenvolvermos essas atividades”, ressaltou Valdenice. O projeto conta com a ajuda de duas alunas voluntárias de Serviço Social.

FISIOTERAPIA INSTITUCIONALIZADA

A política de fomento à Extensão desenvolvida pela Fasa também beneficia a terceira idade. Professores e alunos do curso de Fisioterapia desenvolvem o projeto Prevenção de Quedas em Idosas Institucionalizadas. Cerca de 20 Irmãs Doroteias entre 60 e 98 anos são atendidas pela iniciativa.

“Trabalhamos o equilíbrio, coordenação motora, alongamento e cognição com atividades lúdicas como canto, pintura e massa de modelar”, explica a coordenadora do projeto professora Valéria Passos.

Ela ressalta que os recursos da Fasa possibilitaram a ampliação do atendimento neste terceiro ano de projeto. Antes era apenas um dia por semana, atualmente já são dois (segundas e quintas, das 9h às 11h). “Eu usava materiais emprestados da Clínica Corpore Sano. Agora eu já vou poder adquirir material próprio e deixar permanentemente com elas”, comemorava Valéria Passos.

A Fisioterapia Institucionalizada foi tema do Minuto Unicap veiculado na TV Globo. Conheça um pouco mais assistindo ao vídeo abaixo. [youtube]r_2epPTurwE[/youtube]

RUA DO LAZER SERÁ ALVO DE PESQUISA

No corre-corre entre uma aula e outra, quem nunca parou para fazer um lanche ou uma refeição em um dos boxes da Rua do Lazer? O que pouca gente sabe é que o tradicional ponto de encontro de estudantes não só da Unicap mas de outras instituições e até mesmo de empresas próximas da Católica não faz parte do campus e sim trata-se de um logradouro público. A via destinada a pedestres é a Rua Bernardo Guimarães e será alvo de um dos projetos de Extensão apoiados pela Fasa.

Intitulado Diagnóstico dos Resíduos Gerados na Rua do Lazer e seus Impactos Socioeconômico-Ambiental, o trabalho coordenado pelo professor de Engenharia Ambiental Eduardo Antônio Maia Lins terá a participação de dois alunos bolsistas e outros três estudantes voluntários do curso.

O mapeamento será bastante abrangente e complexo. O grupo de pesquisa pretende calcular desde a quantidade de resíduo gerado na Rua do Lazer até o perfil social e econômico dos funcionários e donos de estabelecimentos.

“Vamos conversar com as lideranças dos comerciantes e aplicar questionários junto aos trabalhadores e consumidores. Nosso objetivo é levantar dados e,  a partir desse conteúdo, propor soluções e melhorias para o local”, explicou Eduardo.

UMA NOVA FORMA DE ENSINAR HISTÓRIA DO BRASIL

IMG_7851Os alunos do curso de Licenciatura em História da Unicap terão na Internet um estímulo a mais para aprender História do Brasil e quem mais ganhará com isso será a sociedade. Este é o objetivo do projeto de extensão Educação nas Mídias Digitais: Novas demandas e possibilidades para o ensino de História do Brasil.

A coordenadora do curso e do projeto Prof.ª Drª Beatriz Brusantin explica que a ideia é usar as redes sociais (Facebook, Twitter) para difundir artigos acadêmicos produzidos pelos alunos. “A cada final de semestre vamos expor os melhores artigos produzidos”, disse ela.

Beatriz e Bruno
Beatriz e Bruno

Para capacitar os dez alunos voluntários e o bolsista que fazem parte da equipe no uso dos meios digitais, a professora firmou uma parceria com um dos estudantes. Bruno Brito é administrador do portal História Ilustrada (www.historiailustrada.com.br), que já trabalha conteúdos de História nas plataformas digitais. “Vamos capacitar produtores de conteúdo com técnicas de marketing viral, uso de redes sociais para alcançar o maior número de pessoas possível”, explicou Bruno.

print
Compartilhe:

Deixe uma resposta