Fasa abre comemorações de 40 anos com inauguração de brinquedoteca no Hospital Otávio de Freitas

A ala pediátrica da emergência do Hospital Otávio de Freitas, no bairro de Tejipió, Zona Oeste do Recife, ganhou um colorido especial na tarde desta terça-feira (18). Agora a criançada internada na unidade conta com uma brinquedoteca. São carrinhos, bonecas, livros, jogos lúdicos que ajudam a passar o tempo enquanto os pequenos se recuperam de suas enfermidades. Um ambiente climatizado e especialmente decorado para eles. A iniciativa foi patrocinada pela Fundação Antônio dos Santos Abranches (Fasa), instituição de apoio sócio-acadêmico à Universidade Católica de Pernambuco que celebra 40 anos em 2019.

Kayllany brinca de médica

“É muito legal”. As poucas palavras de Kayllany Gabriele estavam acompanhadas de um sorriso apressado de quem estava mais interessada em se divertir do que conversar. O acesso do soro e medicação para asma preso ao bracinho não era empecilho para a menina de 9 anos brincar de médica. Do outro lado da sala, dona Josinete Ferreira de Matos vigiava o filho Anderson Lázaro, 5 anos, que se recupera de uma infecção no joelho. Apesar da mobilidade reduzida, o menino não parava quieto. “É bom porque ele se sente um pouco em casa e tem muito brinquedo para brincar”, disse a auxiliar de cozinha.

Kayllany, Anderson e dona Josinete estarão entre os mil acompanhantes e crianças que serão atendidas por mês no espaço que conta com ainda com uma sala de acolhimento. No local também serão promovidas diversas atividades como oficinas de artes e contação de histórias. A primeira foi hoje durante a inauguração. A contadora e encantadora de histórias Joana Flor (ex-aluna de Jornalismo) interpretou a lenda da “Tartaruga de Asas” para um público formado também pelos representantes das instituições envolvidas no projeto. A gestão do espaço será da Hospitalhaços.

Dona Josinete e o filho Anderson

A Associação é uma organização não governamental que desenvolve projetos na área de humanização em hospitais públicos, utilizando atividades lúdicas realizadas por meio da implantação de brinquedotecas, oficinas de artes plásticas e interação através da figura do palhaço, beneficiando mensalmente mais de trinta mil pessoas entre pacientes, acompanhantes e profissionais da área de saúde. Atualmente, a ONG amplia suas unidades na Região Nordeste onde já atende mensalmente 3.350 pacientes/acompanhantes em sua brinquedoteca no Hospital da Restauração

“É um trabalho que tem como filosofia o voluntariado. Assim nós começamos e continuamos nossas atividades, com muito amor verdadeiro e honrando esses pacientes que estão aqui, procurando levar dignidade para essas mães e acompanhantes porque sabemos que não há dor maior que ter um filho numa unidade pediátrica. Estamos aqui para levar dignidade e alegria”, disse a coordenadora da Hospitalhaços, Valquíria Campelo, em tom de agradecimento à Fasa e à Unicap.

Joana Flor

“É uma honra e uma alegria muito grande ser convidada para participar como parceira desse projeto. Nossa parceria continua no sentido de fortalecer o voluntariado. A gente vai servir de elo para que vocês possam divulgar o trabalho. Acredito que muitas pessoas querem praticar o voluntariado mas não sabem como. A Universidade já tem vários projetos de voluntariado. Vamos também apresentar vocês aos professores que desenvolvem projetos de extensão aqui”, disse a gerente executiva da Fasa, Izabel Oliveira.

O Reitor da Unicap, Padre Pedro Rubens, foi representado pelo Pró-reitor de Graduação e Extensão, Prof. Dr. Degislando Nóbrega. “A extensão é a maneira de como a Universidade pode dilatar o conhecimento, os seus saberes quando essas oportunidades são organizadas. Temos que aproveitar e transformá-la em alegria. Este é o nosso sentimento”. Também estavam presentes na inauguração o representante da diretoria do HOF, Daniel Solano; a gerente de Saúde da Criança da Secretaria Estadual de Saúde, Drª Carmem Araújo;  o  Pró-reitor Administrativo, Prof. Msc. Márcio Waked (que é diretor da Fasa); o diretor do Centro de Ciências Biológicas e Saúde, Prof. Dr. Vital Cunha, e a coordenadora do curso de Medicina da Unicap, Profª Drª Erideise Gurgel.

“Vários trabalhos acadêmicos e científicos comprovaram que o sorriso cura. Tendo uma espaço desse no hospital, a criança ganha uma extensão lúdica da escola, da sua casa. O principal é ter um lúdico adequado com monitores e voluntários. Estamos muito felizes com esta iniciativa”, disse Erideise. Ela ressaltou ainda que o Brincarte, projeto semelhante ao Doutores da Alegria que reúne professores e alunos da Unicap, pode ajudar no voluntariado.

 

print
Compartilhe:

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.