Doutoranda do PPGD Unicap coorganiza livro sobre Direito Digital escrito apenas por mulheres

A doutoranda do Programa de Pós-graduação em Direito da Unicap (PPGD Unicap), Paloma Mendes Saldanha, coorganizou, junto com Ana Paula Canto de Lima e Carmina Hissa, um livro sobre Direito Digital no qual apenas há mulheres como colaboradoras-escritoras. A obra, intitulada “Direito Digital – Debates contemporâneos”, da editora RT, conta com o protagonismo feminino na abordagem das demandas que envolvem o tema.

“Trata-se de uma coletânea escrita por Mulheres, de diversas cidades e regiões do País, que atuam com Direito Digital, revelando uma quebra de paradigma em um cenário aparentemente masculino. Seguindo esse formato disruptivo, a coordenação da obra é formada por Mulheres do Nordeste, mais precisamente do Recife: Ana Paula Canto de Lima, Carmina Hissa e eu”, explica Paloma Mendes Saldanha.

O livro conta com temáticas diversificadas e atuais como Cyberbullying, Blockchain, Inteligência Artificial, Ética, Proteção de dados, Educação digital, Direito Digital eleitoral, dentre outros temas inquietantes e de abordagem necessária para se pensar o presente e o futuro próximo.

A obra foi lançada dia 07/10 no Recife. Entretanto, ainda contará com lançamentos em diversas cidades com:

📍Sao Paulo 22/10
📍Belo Horizonte 23/10
📍Rio de Janeiro 24/10
📍Campinas 28/10
📍Santos 29/10
📍Brasília – a definir

Sobre a coorganizadora:

Paloma Mendes Saldanha (Doutoranda Unicap): Atua na área do direito digital, desde 2012, no âmbito da pesquisa, ensino e advocacia, Paloma Saldanha é doutoranda do PPGD Unicap com pesquisa focada na utilização de modelos de aprendizagem baseados em machine Learning no processo judicial brasileiro acrescido de uma perspectiva pós-humanística e futurística para a habitação da jurisdição. Finalizou seu mestrado, também no PPGD Unicap, em 2016, com uma proposta de modificação do conceito de segurança jurídica a partir da perspectiva de um contexto de cibercultura e os riscos inerentes a sociedade da informação. Seu objeto de análise foi o processo judicial eletrônico e os resultados da pesquisa levou a Doutoranda a lançar, em 2018, seu livro sobre a temática. Ainda em 2018, foi selecionada pelo Consulado Norte-Americano no Recife para participar, a convite do Departamento de Estado dos EUA, do International Visitor Leadership Program – legislação e regulação na era digital. Hoje, Paloma Saldanha é Professora, Pesquisadora, Presidente da comissão de Direito da tecnologia da informação da OAB/PE e fundadora do projeto PlacaMae.Org.

print

Compartilhe:

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.