Cendhec passa a integrar Conselho da Cátedra Unesco/Unicap Dom Helder Camara de Direitos Humanos

Natuch Lira, Manoel Moraes, José Ricardo de Oliveira e Alexandre Pacheco

Em reunião realizada na manhã do dia 22 de fevereiro, na Pró-reitoria Comunitária da Universidade Católica de Pernambuco, entre a Cátedra Unesco/Unicap Dom Helder Camara de Direitos Humanos e o Centro Dom Helder Camara de Estudos e Ação Social – Cendhec, foi oficializada a retomada da participação do Cendhec no Conselho da Cátedra Dom Helder.

A pauta da reunião foi elaborar e definir a direção para sedimentar toda a ação de Dom Helder Camara na luta pelos Direitos Humanos, por justiça e paz. Participaram do encontro o coordenador da Cátedra, professor Manoel Moraes, e a coordenação executiva do Cendhec, formada por Alexandre Pacheco, José Ricardo de Oliveira e Natuch Lira.

“O Cendhec faz parte de um conjunto de instituições, e é herdeiro direto da Comissão de Justiça e Paz, criada por Dom Helder Camara. O Centro tem um respaldo de todo um trabalho feito por Dom Helder na luta pelos Direitos Humanos, como se fosse a sucessão dele. Quando Dom Helder saiu da Arquidiocese, o Cendhec assumiu todo esse legado. Então, o objetivo da Cátedra Dom Helder Camara é dialogar com todas as instituições que mantêm esse legado do Dom da Paz”, explica professor Manoel Moraes.

Segundo José Ricardo Oliveira, o Cendhec pauta sua atuação tendo como inspiração toda a trajetória de Dom Helder na defesa dos Direitos Humanos, no atendimento e diálogo com as comunidades e, nesse sentido, “o Cendhec preza muito todos os espaços que seguem a mesma linha, inspirada pela história de vida de Dom Helder. A gente está aqui fazendo essa visita para retomar a participação, junto a Manoel, que está assumindo a Cátedra para continuarmos mais fortalecidos nessa direção de sedimentar toda ação de Dom Helder nos dias de hoje”, disse José Ricardo.

“O Cendhec vai indicar pessoas que vão fazer parte do Conselho e que estarão diretamente ligadas ao planejamento das atividades da Cátedra e a Universidade, na medida do possível, vai se somar às atividades do Cendhec. Esse é um projeto de integração, dentro do legado de Dom Helder, na luta pelos Direitos Humanos, por justiça e paz”, finalizou professor Manoel Moraes.

 

 

 

print
Compartilhe:

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.