Católica vai assinar convênio com o Governo do Estado para implantação de sistema de pesagem de veículos nas rodovias de Pernambuco

A Universidade Católica de Pernambuco vai firmar convênio de cooperação técnica, na segunda-feira (7), às 14h, no Pavilhão Maker, com o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Infra-estrutura e Recursos Hídricos, Complexo Industrial Portuário de Suape e o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), para a elaboração de estudos técnicos com o objetivo de implantar sistema de pesagem de veículos pesados nas rodovias de Pernambuco para o controle de peso dos eixos dos veículos comerciais em cumprimento à legislação.

O estudo, que deverá ser concluído em janeiro de 2020, visa subsidiar a tomada de decisões dos gestores públicos sobre as reais necessidades do pavimento na rodovia. Os trabalhos serão coordenados pelo professor Maurício Pina, do curso de Engenharia Civil e da especialização em Projeto e Construção de Rodovias da Unicap, e realizados pelos engenheiros Arnaldo Lapenda, Palloma Moura e Vanessa Rodrigues. Eles são alunos da especialização e o estudo será tema de suas monografias.
O sistema de pesagem de veículos constitui atividade essencial de controle do uso do sistema rodoviário, visando a preservação do patrimônio e garantindo a segurança na operação rodoviária. O trabalho elaborado por meio do convênio irá apresentar soluções para as definições de locais de implantação, tipos de equipamentos e efetivo necessários à operacionalização eficaz e eficiente do sistema de pesagem de veículos que trafegam nos trechos a serem estudados, localizados na PE-090, entre Carpina e Limoeiro e Surubim e Toritama, em conformidade com as leis e normas vigentes.
A implantação do sistema de pesagem vai gerar os seguintes benefícios: redução do número de acidentes; diminuição dos custos operacionais dos veículos pela eliminação da sobrecarga; aumento da vida útil dos pavimentos, pontes e viadutos, sem pressão nos custos/investimentos de manutenção; aumento da segurança na via: veículos dentro dos limites para os quais foram fabricados e menor dano à via; e redução dos níveis de poluição pela diminuição da perda de combustível.
print
Compartilhe:

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.