Antigo prédio do Liceu de Artes e Ofícios se transforma no endereço da solidariedade no Centro do Recife

O antigo prédio do Liceu de Artes e Ofícios se consolidou como um ponto de solidariedade nesses tempos de pandemia. Dezenas de voluntários passam a semana trabalhando em prol das pessoas em situação de vulnerabilidade social. Um trabalho que envolve também alunos, professores e toda a comunidade acadêmica da Universidade Católica de Pernambuco.

O sucesso do mutirão de serviços é tanto que os atendimentos tiveram aumento: de 50 passaram para uma média de 60 a 70 pessoas atendidas por dia.  Além de receber material de higiene pessoal e roupas limpas, as pessoas que vivem em situação de rua podem tomar um banho e lavar as próprias roupas. Para isso, foram instaladas duas lavadoras e duas secadoras. Os voluntários oferecem ainda corte de cabelo. Este serviço é oferecido às quartas, quintas e sextas-feiras pela manhã.

“O trabalho tem sido excepcional por oportunizar higienização a essas pessoas que têm gostado muito de todos esses serviços agregados”, pontua o coordenador dos trabalhos Rafael Araújo e representante do Unificados, um coletivo de voluntários que reúne 31 instituições entre elas a Samaritanos, da qual ele faz parte. A iniciativa é uma parceria entre a Unicap, ONG Novo Jeito e a Prefeitura da Cidade do Recife.

Leila e Vinícius

As ações vêm chamando a atenção de professores e alunos da Unicap. É o caso da Drª Leila Novaes e do estudante do curso de Medicina Vinícius Guido. Duas vezes por semana (terças e quintas), eles prestam atendimento no local dando informações, orientações e encaminhamento das pessoas às unidades da rede pública voltadas para a Covid-19. “Nós tiramos dúvidas e fazemos recomendações, como por exemplo, para continuar o tratamento de diabetes, hipertensão e tuberculose. Além disso, temos conversas individuais para atender a demanda de cada um”, explica a professora Leila.

Esta ação faz parte de um projeto de extensão do curso de Medicina da Unicap chamado Reconstrua: saúde na rua, que já presta assistência às pessoas no entorno da Universidade e que faz parte do Distrito Sanitário I. “Com toda essa pandemia, eu vi nessa ação do Samaritanos e da Católica uma oportunidade de fazer o bem e praticar um pouco de Medicina”, conta Vinícius que já participou de uma turma do programa Voluntariado Universitário (VOU!) da Unicap em João Pessoa-PB.

Corte de cabelo

Quem recebe o serviço aprova. É o caso de Dona Cibele. De tão feliz, ela chegou a compor um frevo sobre a pandemia enquanto era atendida. “Todo mundo viu, todo mundo viu, quando a Covid chegou. Uiu, Uiu, Uiu. Muita gente se uniu. Médicos e enfermeiras na guerra salvando vidas”, diz um dos versos da canção. Ela fez um vídeo cantando a própria música que está disponível no Instagram da Universidade (@unicap.imagem).

Doações – A participação voluntária vem movimentando a comunidade da Unicap desde o começo da pandemia, quando a Universidade firmou a parceria para a instalação desse ponto de apoio às pessoas em situação de vulnerabilidade. Uma grande campanha de arrecadação de roupas mobilizou alunos, professores e funcionários e até gente de fora da Católica que doou roupas e material de higiene pessoal. Aliás, a ação ainda está recebendo donativos. Eles podem ser entregues diretamente no próprio prédio do antigo Liceu de Artes e Ofícios, localizado na esquina da Rua do Sol com a Praça da República.

Parceiros – Antes dos primeiros atendimentos, o local passou por uma preparação. O edifício foi dedetizado pela HN Saúde Ambiental LTDA ME. A equipe formada por dois operadores e dois biólogos percorreu todos os cômodos aplicando produtos químicos e dispositivos de combate às pragas urbanas. “Para nós é muito gratificante estar nessa iniciativa, fazer a nossa parte enquanto empresa e sociedade. Neste momento de crise é preciso ser solidário, ajudar o próximo no dia a dia e principalmente nesta situação”, diz o responsável técnico da HN e biólogo Cláudio Queiroga ao contar que se sensibilizou ao saber do envolvimento da Unicap na campanha.

Dona Cibele

Outra empresa que aderiu à iniciativa foi a Habitar Soluções em Engenharia LTDA. A empreiteira fez a manutenção das redes hidráulicas e elétricas do prédio. Uma equipe de dez pessoas se revezou (para evitar aglomerações) para instalar vasos sanitários, torneiras e iluminação, além de ajudar os técnicos da Divisão de Manutenção Predial da Unicap (DMP) na limpeza e pintura da edificação. “Para nós foi muito importante participar até porque nós já praticamos política de assistência social há algum tempo”, destaca o diretor financeiro e administrativo Eriberto Maciel da Silva.

O Pró-reitor Administrativo da Unicap, Prof. Márcio Waked, conta que a ação ainda está aberta a participação de mais voluntários e que a Universidade está a disposição para continuar ajudando. “O trabalho dos voluntários está muito organizado, superou as minhas expectativas. E a gente destaca que a Universidade está atuando com várias equipes de limpeza, vigilância e manutenção. Estamos sempre de prontidão para ajudar no que for preciso”.

print

Compartilhe:

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.