Alunos de Direito participam de evento sobre arbitragem comercial na Áustria

Um grupo de sete alunas e alunos do curso de Direito da Universidade Católica de Pernambuco está participando de um dos maiores eventos de arbitragem comercial internacional do mundo. A equipe está representando a Unicap no The Annual Willem C. Vis International Commercial Arbitration Moot, que está sendo realizado em Viena.

Trata-se de uma competição de juri simulado que acontece na capital austríaca desde 1994. Cerca de 300 escolas de direito de todo o mundo participam da disputa. Entre as instituições participantes estão as faculdades de direito da Pace University, Queen Mary University of London, Universität Wien, Stockholm University; Associação Austríaca de Arbitragem; e a Comissão das Nações Unidas para o Direito do Comércio Internacional (Uncitral). A delegação da Unicap é composta pelos estudantes Daniel Belian Saraiva, Maria Eduarda Mousinho, Dulce Sampaio, Sarah Vidal de Souza, Carolina Harrop, Isis Barboza e Paulo Lafayette Bitu.

Fotos: acervo pessoal

De acordo com o coordenador do Núcleo de Prática Jurídica da Unicap (Astepi), professor Fernando Lapa, o time faz parte do grupo de pesquisa de Mediação e Arbitragem Marco Maciel (GMMA). “Ele é um baluarte que iniciou os primeiro estudos e projetos de mediação no Brasil. É o grande responsável pela legislação da mediação e arbitragem no País”, explicou.

A Competição Internacional de Arbitragem promovida anualmente pela Corte Internacional de Arbitragem, sediada em Paris, visa permitir que as equipes avaliem seus conhecimentos e oportuniza a interação com outros estudantes de arbitragem de diversos países, sistemas e culturas jurídicas do mundo.

“Considerado o maior evento do gênero, o Vis Moot inicia os participantes na prática da arbitragem comercial internacional e do Direito do Comércio Internacional. Durante o evento, os participantes recebem situações hipotéticas e devem simular uma solução de conflito por meio da arbitragem comercial”, detalha o fundador do GMMA, Alberto Jonathas Maia.

Ele é doutorando em Direito pela UFPE e mestre em Direito pela Unicap, além de membro da Associação Brasileira de Processo (ABDPro) e da Comissão de Conciliação, Mediação e Arbitragem (CCMA) da OAB-PE.  “De acordo com a Kluwer Arbitration, algumas das características que os alunos desenvolvem ao longo da competição são altamente procuradas por qualquer escritório de advocacia: pro-atividade, resiliência, ser capaz de trabalhar em grupo, liderança, habilidades de advocacia”, explica Alberto. O GMMA também é formado por Maria Virgínia Brito, Raphael Ruas, Beatriz Casado e Luca Rodrigues.

print
Compartilhe:

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.