Alunos da Unicap-Icam realizam nova capitalização com colegas do Icam de Nantes

Os estudantes do curso de Engenharia da Complexidade, graduação pioneira no país oferecida pela Unicap-Icam International School, realizaram nova capitalização com colegas de curso da unidade do Icam de Nantes, na França, na última sexta-feira (12). A atividade, que é realizada em inglês e permite troca de experiências entre os alunos do Icam no mundo, foi mediada pela professora Ana Eliza Lopes Moura, responsável pelo domínio MIA, que engloba conhecimentos de computação, matemática e automação.

 

“As capitalizações sempre são momentos muito importantes. É quando há uma troca de experiências entre os alunos dos diversos campi acerca de como abordaram um determinado problema. Nossos alunos apresentam suas soluções e o outro grupo, desta vez foram alunos do campus de Nantes, apresenta a solução dele”, explicou a professora Ana Eliza. “Eles podem fazer perguntas e também são questionados, pelos professores e colegas estrangeiros, acerca de seu trabalho. É um momento rico de aprendizagem. A solução apresentada por nosso alunos foi bastante elogiada pela professora de Nantes”, completou.

 

Assim como as atividades do curso, que continuaram remotamente durante a pandemia do novo coronavírus, sem prejudicar os estudantes, os momentos de capitalização aconteceram via Google Meet. O curso de Engenharia da Complexidade é oferecido, simultaneamente, em outras unidades do Institut Catholique d’Arts et Métiers (Icam) na França, na África e na Índia, o que permite a troca de estudantes com atividades que estão sendo realizadas. “O que mudou foi que, ao invés de estarmos todos juntos no momento da capitalização, cada grupo em sua Universidade, agora continuamos todos juntos, só que cada um em sua casa”.

 

A professora destacou, também, que as práticas metodológicas utilizadas no curso de Engenharia da Complexidade tem se mostrado bastante exitosas. Entre os pontos apresentados por ela são as atividades em grupo que desenvolvem habilidades e competências que favorecem a autonomia e o processo criativo. “Esses são aspectos importantes e desejados pelo mercado de trabalho. Ou seja, profissionais com uma visão de mundo humanista e embasada em uma ecologia global”.

 

print
Compartilhe:

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.