Aluno da Católica representará o Brasil em Competição Mundial de Tecnologia

 

Após representar o Brasil e conquistar o 1° lugar em uma Feira Internacional de Tecnologia, na Cidade de Assunção, no Paraguai, o aluno Jeovani Cipriano, do 3° período do curso de Jornalismo da Universidade Católica de Pernambuco,  tem um novo compromisso, desta vez, mundial. O jovem embarca no próximo domingo (20) para a cidade de Cancún, no México, onde representará Pernambuco e o Brasil em um evento internacional de Tecnologia e Inovação.

Na ocasião, apresentará o premiado aplicativo de sua autoria denominado: “Caça ao Aedes em Jardim Brasil”, disponível para o sistema Android e iOS, que ajuda a população a denunciar algum foco do mosquito Aedes aegypti. O usuário do aplicativo também tem acesso a outras informações importantíssimas de como evitar a proliferação do Aedes que transmite a dengue, chikungunya e o zika vírus e sobre a microcefalia. O engajamento de Jeovani já havia sido publicada no Em Foco, do Diario de Pernambuco.

 

 

 Em julho de 2017, Jeovani foi recebido pelo governador do Estado, Paulo Câmara, pelo seu desempenho e pela criação do aplicativo desenvolvido ainda no ensino médio. O encontro ocorreu no Palácio Campo das Princesas. 

Saiba Mais

O aplicativo idealizado pelo aluno Jeovani Cipriano vem fazendo sucesso na luta contra as arboviroses. A plataforma conta com um sistema de rastreamento dos focos através do GPS que está incorporado ao App. Com os dados das denúncias, o estudante repassa as informações para a Secretaria de Saúde de cada município para que o problema seja sanado em até 5 dias úteis.

A iniciativa de Jeovani e seus colegas foi reconhecida pelos governos municipal, estadual e federal. No mês de janeiro, o grupo foi convidado para participar de uma audiência no Ministério da Saúde. “Iniciativas como essa contribuem para destacar o quanto somos responsáveis pelo combate ao mosquito. O aplicativo se destaca como uma ferramenta de suma importância por ser elemento de divulgação e levantamentos de dados”, ressalta o ministro da Saúde, Ricardo Barros, em carta enviada ao estudante.

O projeto foi levado ao público durante três dias na Feira Ciência Jovem em novembro de 2016. O grupo concorreu com cerca de 274 projetos do Brasil e de vários países. Os estudantes saíram da feira vitoriosos. Como prêmio, ganharam credencias para representar o país em um Evento Internacional de Tecnologia ocorreu no dia 26 de junho de 2017 em Assunção, capital do Paraguai. Mas não para por aí. O grupo foi convidado para participar de uma feira que vai reunir projetos de todo o Brasil que se destacaram na luta contra o Aedes. O evento irá ocorrer em meados de 2018 no Ministério da Saúde em Brasília.

Para baixar o aplicativo, clique aqui

print

Compartilhe:

Deixe um comentário