Ação realizada pela Fasa beneficia famílias do projeto Ecaj

O crescimento da desigualdade social no Brasil é uma dura realidade que tem se evidenciado ainda mais com a pandemia do novo coronavírus. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o rendimento médio do grupo de 1% mais ricos do país cresceu 8,4% em 2018, enquanto o dos 5% mais pobres caiu 3,2%. Com o intuito de amenizar de forma emergencial os prejuízos causados pela crise sanitária e humanística, o Espaço de Cidadania Ativa de Jaboatão (Ecaj) realizou na última segunda-feira, 24, a entrega de 179 cestas básicas às famílias que participam do projeto.

Impossibilitado de funcionar desde o início da pandemia e ainda sem previsão para retorno das atividades presenciais, pois a maioria dos usuários são crianças e pessoas do grupo de risco, a decisão foi utilizar parte dos recursos do próprio projeto para a compra das cestas básicas  como explica a coordenadora do Ecaj, Cida Craveiro.

Foto: Alex Costa

“Como nós não estamos podendo funcionar de forma presencial, e vales lembrar que muitos projetos estão como o nosso em função do isolamento, entendemos que seria uma ato de muita  irresponsabilidade colocar 100 crianças convivendo num mesmo espaço onde o risco de contágio é muito grande. A partir dessa percepção e com muito diálogo decidimos utilizar parte dos recurso para ações emergências, principalmente porque entendemos que essa pandemia deixou ainda mais claro a desigualdade nesse país” explica Cida.

“Quero agradecer a Deus por essa ajuda do projeto, não só a mim mas,  todas as mães, muitas pessoas perderam emprego nessa pandemia. Então, essa ajuda veio em boa hora. Graças a Deus a gente faz parte do projeto que é maravilhoso, abre portas , dar oportunidades  e ainda com a chance de estarmos aqui participando, aprendendo e inovando”, destacou Fabiana de Lima, aluna do Ecaj.

 

“A dificuldade tá grande. Eu sou massoterapeuta, trabalho autônoma, mas aí muitas pessoas ficaram desempregadas e essa cesta é muito necessária para esse momento. Eu sou muito grata ao Ecaj por está ação”,falou Andreia Batista, dona de casa contemplada pela ação.

O Ecaj é uma projeto da Fundação Antônio dos Santos Abranches com o poio da Universidade Católica de Pernambuco e parceira com o Criança Esperança. O espaço atende cerca de 180 famílias e tinha como previsão a oferta de oficinas de Artesanato e educação física.

 

 

 

 

 

print
Compartilhe:

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.